Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Guedes chama clonagem de celular de 'banditismo'



23/07/2019 | 19:26


Após ter o celular supostamente clonado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou a ação como "banditismo". Ele disse que "marginais" ficam fazendo esse tipo de coisa enquanto o governo quer reconstruir o Brasil.

"Isso é o banditismo. Isso é invasão de privacidade, isso é um retrocesso enorme, isso é o uso de coisas destrutivas. Estamos querendo reconstruir o país e tem, infelizmente, marginais, bandidos que ficam fazendo este tipo de coisa. Mas vamos para frente", disse após cerimônia lançamento do programa do Novo Mercado de Gás, no Planalto.

Guedes afirmou que teve o celular hackeado na noite de segunda-feira, 22, segundo a assessoria do Ministério da Economia. Ele pediu que mensagens vindas do número invadido e de outras pessoas do gabinete sejam desconsideradas. A assessoria disse ainda que tomará as medidas cabíveis.

Guedes é o segundo ministro do governo a ser alvo de hackers. Antes dele, o ministro da Justiça, Sergio Moro, relatou que o celular foi invadido. A líder do governo, Joice Hasselmann (PSL-SP), também afirmou que teve o celular invadido no início da semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guedes chama clonagem de celular de 'banditismo'


23/07/2019 | 19:26


Após ter o celular supostamente clonado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou a ação como "banditismo". Ele disse que "marginais" ficam fazendo esse tipo de coisa enquanto o governo quer reconstruir o Brasil.

"Isso é o banditismo. Isso é invasão de privacidade, isso é um retrocesso enorme, isso é o uso de coisas destrutivas. Estamos querendo reconstruir o país e tem, infelizmente, marginais, bandidos que ficam fazendo este tipo de coisa. Mas vamos para frente", disse após cerimônia lançamento do programa do Novo Mercado de Gás, no Planalto.

Guedes afirmou que teve o celular hackeado na noite de segunda-feira, 22, segundo a assessoria do Ministério da Economia. Ele pediu que mensagens vindas do número invadido e de outras pessoas do gabinete sejam desconsideradas. A assessoria disse ainda que tomará as medidas cabíveis.

Guedes é o segundo ministro do governo a ser alvo de hackers. Antes dele, o ministro da Justiça, Sergio Moro, relatou que o celular foi invadido. A líder do governo, Joice Hasselmann (PSL-SP), também afirmou que teve o celular invadido no início da semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;