Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Alta da arrecadação em junho decorre de greve de caminhoneiro, diz Malaquias



23/07/2019 | 11:48


O chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias, disse nesta terça-feira, 23, que a alta da arrecadação de junho decorre dos efeitos da greve dos caminhoneiros em maio do ano passado. A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 119,946 bilhões em junho, um aumento real (já descontada a inflação) de 4,68% na comparação com o mesmo mês de 2018.

"No mês de junho de 2018 foram contabilizados todos os efeitos da greve dos caminhoneiros, então a base de comparação estava muito baixa", explicou Malaquias.

De acordo com a Receita Federal, apenas a arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) - Outros teve uma alta real de 23,97% em junho ante junho do ano passado. Na mesma comparação, também houve uma alta de 23,97% na arrecadação do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Malaquias avaliou que o crescimento de quase 15% na arrecadação do IRPJ e da CSLL no primeiro semestre indicaria uma perspectiva de melhora dos resultados do setor produtivo. "Essa alta na arrecadação demonstra que a expectativa das empresas é positiva para o ano", acrescentou.

Malaquias destacou ainda que houve um recolhimento atípico de R$ 700 milhões na arrecadação previdenciária em junho. "Ocorreu um depósito de R$ 700 milhões em junho decorrente de um processo judicial. Não estão previstos novos depósitos desse tipo até o fim do ano", completou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alta da arrecadação em junho decorre de greve de caminhoneiro, diz Malaquias


23/07/2019 | 11:48


O chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias, disse nesta terça-feira, 23, que a alta da arrecadação de junho decorre dos efeitos da greve dos caminhoneiros em maio do ano passado. A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 119,946 bilhões em junho, um aumento real (já descontada a inflação) de 4,68% na comparação com o mesmo mês de 2018.

"No mês de junho de 2018 foram contabilizados todos os efeitos da greve dos caminhoneiros, então a base de comparação estava muito baixa", explicou Malaquias.

De acordo com a Receita Federal, apenas a arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) - Outros teve uma alta real de 23,97% em junho ante junho do ano passado. Na mesma comparação, também houve uma alta de 23,97% na arrecadação do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Malaquias avaliou que o crescimento de quase 15% na arrecadação do IRPJ e da CSLL no primeiro semestre indicaria uma perspectiva de melhora dos resultados do setor produtivo. "Essa alta na arrecadação demonstra que a expectativa das empresas é positiva para o ano", acrescentou.

Malaquias destacou ainda que houve um recolhimento atípico de R$ 700 milhões na arrecadação previdenciária em junho. "Ocorreu um depósito de R$ 700 milhões em junho decorrente de um processo judicial. Não estão previstos novos depósitos desse tipo até o fim do ano", completou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;