Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

'Acredito que nos próximos dias Guedes vai definir FGTS', disse Bolsonaro

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente minimou ainda as declarações sobre acabar com a multa de 40% para quem é demitido sem justa causa



22/07/2019 | 14:41


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 22, acreditar que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vai definir o desenho final para as regras dos saques das contas do FGTS "nos próximos dias".

O chefe do Executivo minimizou ainda as declarações sobre acabar com a multa de 40% do FGTS para quem é demitido sem justa causa. "Não falei que ia acabar com a multa, até porque não tenho poder para isso. Tem que passar pelo Parlamento", disse.

Bolsonaro afirmou ainda que a área econômica está "ultimando" o texto do Executivo para a reforma tributária. "Isso está avançado. Vai dominar a pauta da próxima reunião de ministros", disse. (Colaborou Bárbara Nascimento)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Acredito que nos próximos dias Guedes vai definir FGTS', disse Bolsonaro

Presidente minimou ainda as declarações sobre acabar com a multa de 40% para quem é demitido sem justa causa


22/07/2019 | 14:41


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 22, acreditar que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vai definir o desenho final para as regras dos saques das contas do FGTS "nos próximos dias".

O chefe do Executivo minimizou ainda as declarações sobre acabar com a multa de 40% do FGTS para quem é demitido sem justa causa. "Não falei que ia acabar com a multa, até porque não tenho poder para isso. Tem que passar pelo Parlamento", disse.

Bolsonaro afirmou ainda que a área econômica está "ultimando" o texto do Executivo para a reforma tributária. "Isso está avançado. Vai dominar a pauta da próxima reunião de ministros", disse. (Colaborou Bárbara Nascimento)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;