Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Lufthansa retoma voos para o Cairo, após suspendê-los por "questões de segurança"



21/07/2019 | 19:33


A Lufthansa retomou neste domingo seus voos para o Cairo, um dia após suspendê-los alegando "questões de segurança". A British Airways, companhia aérea que também interrompeu temporariamente suas operações na capital do Egito, no entanto, ainda não normalizou a situação.

O ministro da Aviação Civil do Egito, general Younes Elmasry, disse estar "frustrado" com o fato de que as empresas suspenderam voos sem consultar as autoridades do país. Ele se encontrou com o embaixador britânico Geoffrey Adams, e ambos disseram que trabalham para que a situação se resolva o mais rápido possível. Adams se desculpou por não ter informado as autoridades egípcias antes de a British Airways anunciar a suspensão dos voos por uma semana.

Os Estados Unidos e o Reino Unido emitiram um alerta na última sexta-feira para cidadãos que queiram viajar para o Egito, dizendo que grupos terroristas, como o Estado Islâmico, planejam ataques no país.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lufthansa retoma voos para o Cairo, após suspendê-los por "questões de segurança"


21/07/2019 | 19:33


A Lufthansa retomou neste domingo seus voos para o Cairo, um dia após suspendê-los alegando "questões de segurança". A British Airways, companhia aérea que também interrompeu temporariamente suas operações na capital do Egito, no entanto, ainda não normalizou a situação.

O ministro da Aviação Civil do Egito, general Younes Elmasry, disse estar "frustrado" com o fato de que as empresas suspenderam voos sem consultar as autoridades do país. Ele se encontrou com o embaixador britânico Geoffrey Adams, e ambos disseram que trabalham para que a situação se resolva o mais rápido possível. Adams se desculpou por não ter informado as autoridades egípcias antes de a British Airways anunciar a suspensão dos voos por uma semana.

Os Estados Unidos e o Reino Unido emitiram um alerta na última sexta-feira para cidadãos que queiram viajar para o Egito, dizendo que grupos terroristas, como o Estado Islâmico, planejam ataques no país.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;