Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ucrânia: ao votar, presidente diz que Parlamento deveria acabar com imunidade



21/07/2019 | 08:44


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse neste domingo que uma das primeiras tarefas do novo Parlamento do País deveria ser avaliar a possibilidade de suspensão de uma lei que concede imunidade aos parlamentares. Zelenskiy fez o comentário depois de votar na eleição antecipada para escolher o novo Parlamento Verkhovna Rada.

Zelenskiy assumiu o cargo em maio, numa onda de insatisfação com a corrupção endêmica da Ucrânia. Ele convocou a eleição três meses antes do previsto porque o Parlamento era dominado por seus oponentes. O presidente está buscando uma maioria que apoie sua prometida luta contra a corrupção na Ucrânia e outras reformas. Ele disse aos repórteres que "finalmente, devemos tirar a imunidade". A imunidade parlamentar é amplamente vista como facilitadora da corrupção.

Pesquisas que antecederam a votação de domingo mostraram que o partido do Servidor do Povo, de Zelenskiy, receberia apoio de pouco mais da metade dos que pretendiam votar. O partido liderado pelo magnata Viktor Medvedchuk, próximo do presidente russo Vladimir Putin, está em segundo lugar com cerca de 10% das intenções de voto, seguido pelo partido Solidariedade Europeia, do ex-presidente Petro Poroshenko, que Zelenskiy derrotou na última eleição presidencial do país. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ucrânia: ao votar, presidente diz que Parlamento deveria acabar com imunidade


21/07/2019 | 08:44


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse neste domingo que uma das primeiras tarefas do novo Parlamento do País deveria ser avaliar a possibilidade de suspensão de uma lei que concede imunidade aos parlamentares. Zelenskiy fez o comentário depois de votar na eleição antecipada para escolher o novo Parlamento Verkhovna Rada.

Zelenskiy assumiu o cargo em maio, numa onda de insatisfação com a corrupção endêmica da Ucrânia. Ele convocou a eleição três meses antes do previsto porque o Parlamento era dominado por seus oponentes. O presidente está buscando uma maioria que apoie sua prometida luta contra a corrupção na Ucrânia e outras reformas. Ele disse aos repórteres que "finalmente, devemos tirar a imunidade". A imunidade parlamentar é amplamente vista como facilitadora da corrupção.

Pesquisas que antecederam a votação de domingo mostraram que o partido do Servidor do Povo, de Zelenskiy, receberia apoio de pouco mais da metade dos que pretendiam votar. O partido liderado pelo magnata Viktor Medvedchuk, próximo do presidente russo Vladimir Putin, está em segundo lugar com cerca de 10% das intenções de voto, seguido pelo partido Solidariedade Europeia, do ex-presidente Petro Poroshenko, que Zelenskiy derrotou na última eleição presidencial do país. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;