Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Festival de inverno atrai 22 mil pessoas a Paranapiacaba no primeiro dia

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Torre do relógio da vila histórica de Sto.André recebeu iluminação especial após revitalização


Yara Ferraz
do Diário do Grande ABC

21/07/2019 | 07:05


A reinauguração da torre do relógio foi o ápice do primeiro dia da 19ª edição do Festival de Inverno de Paranapiacaba, tradicional evento de Santo André que reuniu cerca de 22 mil visitantes ontem. Datado de 1898, o relógio inglês – com peças originais do mesmo fabricante do Big Ben, em Londres, na Inglaterra – passou por restauro de seis meses.

Segundo a Prefeitura, o relógio estava parado havia cerca de dez anos – a última ação para conservação foi em 2003. O investimento no restauro da torre foi de aproximadamente R$ 1,3 milhão, custeado pela MRS Logística, concessionária do transporte de carga que opera no local.

Apesar da origem britânica, país que é conhecido pela pontualidade, uma das faces do relógio estava com horário adiantado em seis minutos, fato que não interferiu na expectativa dos visitantes. Os turistas aprovaram a iluminação e jogo de luzes feito especialmente para a noite de ontem.

A confeiteira Eva Coelho, 34 anos, moradora do Parque Erasmo, em Santo André, foi ao festival para conferir a entrega da torre do relógio. “Acompanhamos pelas redes sociais e nosso intuito era ver a iluminação. Não decepcionou. Muito bonito”, disse.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) destacou que a vila tem passado por processo de melhorias, que inclui a restauração da plataforma do expresso turístico e o do Museu Castelo. Ele se refere ao Expresso Turístico Paranapiacaba, que liga a Capital à famosa vila andreense por meio da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Desde março, além dos tradicionais passeios aos domingos – quatro viagens ao mês –, visitantes passaram a ter à disposição roteiro extra aos sábados. “É uma prova de que estamos no caminho certo. Estamos tirando as coisas do papel.”

Paulo Serra também observou as próximas etapas da restauração da vila. Para o segundo semestre, a meta é avançar na restauração do Cine Lira, segundo cinema do Brasil, e do campo de futebol de Paranapiacaba. “A próxima licitação será a do campo de futebol (cerca de R$ 3,9 milhões), que foi o primeiro com medidas oficiais do País”, disse.

Os visitantes elogiaram a organização do evento e a cara nova da vila. A dona de casa Edneia Oliveira, 42, moradora de São Bernardo, participou do evento pelo segundo ano. “Dá para perceber que está com mais atrações e a vila também me parece mais conservada”, afirmou.

OUTROS EVENTOS
Em Ribeirão Pires, o segundo dia do 13º Festival do Chocolate reuniu apreciadores de boa gastronomia e apresentações culturais. A atração principal foi a banda Blitz. Pelo menos 12 mil pessoas compareceram ao Complexo Ayrton Senna, no Centro, ontem. Hoje, a banda Melim se apresentará no local às 21h.

São Caetano também realizou o segundo dia do Festival de Inverno Fundação das Artes, no Parque Espaço Cerâmica Tom Jobim. O cantor Pedro Mariano comandou a festa ontem, que espera atrair 3.500 pessoas até hoje. O grupo Choronas encerrará o evento, a partir das 18h30.

Festival do chocolate - Ribeirão Pires

Festival de inverno - São Caetano 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festival de inverno atrai 22 mil pessoas a Paranapiacaba no primeiro dia

Torre do relógio da vila histórica de Sto.André recebeu iluminação especial após revitalização

Yara Ferraz
do Diário do Grande ABC

21/07/2019 | 07:05


A reinauguração da torre do relógio foi o ápice do primeiro dia da 19ª edição do Festival de Inverno de Paranapiacaba, tradicional evento de Santo André que reuniu cerca de 22 mil visitantes ontem. Datado de 1898, o relógio inglês – com peças originais do mesmo fabricante do Big Ben, em Londres, na Inglaterra – passou por restauro de seis meses.

Segundo a Prefeitura, o relógio estava parado havia cerca de dez anos – a última ação para conservação foi em 2003. O investimento no restauro da torre foi de aproximadamente R$ 1,3 milhão, custeado pela MRS Logística, concessionária do transporte de carga que opera no local.

Apesar da origem britânica, país que é conhecido pela pontualidade, uma das faces do relógio estava com horário adiantado em seis minutos, fato que não interferiu na expectativa dos visitantes. Os turistas aprovaram a iluminação e jogo de luzes feito especialmente para a noite de ontem.

A confeiteira Eva Coelho, 34 anos, moradora do Parque Erasmo, em Santo André, foi ao festival para conferir a entrega da torre do relógio. “Acompanhamos pelas redes sociais e nosso intuito era ver a iluminação. Não decepcionou. Muito bonito”, disse.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) destacou que a vila tem passado por processo de melhorias, que inclui a restauração da plataforma do expresso turístico e o do Museu Castelo. Ele se refere ao Expresso Turístico Paranapiacaba, que liga a Capital à famosa vila andreense por meio da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Desde março, além dos tradicionais passeios aos domingos – quatro viagens ao mês –, visitantes passaram a ter à disposição roteiro extra aos sábados. “É uma prova de que estamos no caminho certo. Estamos tirando as coisas do papel.”

Paulo Serra também observou as próximas etapas da restauração da vila. Para o segundo semestre, a meta é avançar na restauração do Cine Lira, segundo cinema do Brasil, e do campo de futebol de Paranapiacaba. “A próxima licitação será a do campo de futebol (cerca de R$ 3,9 milhões), que foi o primeiro com medidas oficiais do País”, disse.

Os visitantes elogiaram a organização do evento e a cara nova da vila. A dona de casa Edneia Oliveira, 42, moradora de São Bernardo, participou do evento pelo segundo ano. “Dá para perceber que está com mais atrações e a vila também me parece mais conservada”, afirmou.

OUTROS EVENTOS
Em Ribeirão Pires, o segundo dia do 13º Festival do Chocolate reuniu apreciadores de boa gastronomia e apresentações culturais. A atração principal foi a banda Blitz. Pelo menos 12 mil pessoas compareceram ao Complexo Ayrton Senna, no Centro, ontem. Hoje, a banda Melim se apresentará no local às 21h.

São Caetano também realizou o segundo dia do Festival de Inverno Fundação das Artes, no Parque Espaço Cerâmica Tom Jobim. O cantor Pedro Mariano comandou a festa ontem, que espera atrair 3.500 pessoas até hoje. O grupo Choronas encerrará o evento, a partir das 18h30.

Festival do chocolate - Ribeirão Pires

Festival de inverno - São Caetano 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;