Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Filho de torcedor atleticano que morreu em clássico bate bola com Otero em treino



20/07/2019 | 16:51


O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, disputado na última quarta-feira pela Copa do Brasil, ficou marcado pela morte de um atleticano no estádio Independência. Luciano Palhares não resistiu a um enfarte e acabou morrendo a caminho do hospital, aos 34 anos, em Belo Horizonte.

O torcedor deixou três filhos. Entre eles, Rafael, de apenas cinco anos, que acompanhava Luciano na partida. No velório do pai, o garoto foi convidado pelo vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido, para conhecer os jogadores do time.

Cândido perguntou qual era o atleta favorito de Rafael. O garoto respondeu: Rómulo Otero. E o encontro com o meia venezuelano aconteceu neste sábado, na Cidade do Galo, durante o treino da equipe para o jogo contra o Fortaleza, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Rafael bateu bola com Otero e a interação foi registrada pelo dirigente atleticano, que postou uma foto dos dois em uma rede social. "No velório do Luciano Palhares, indaguei o filho Rafael qual jogador mais gostava. Ele afirmou Otero. Então falei para ele: você vai bater bola com o Otero. Hoje aconteceu. Emocionante", escreveu o vice-presidente na legenda da postagem.

O jogo contra o Fortaleza acontece neste domingo, às 16h, no Independência. O time da casa deve ter força máxima para o confronto, marcado por homenagem a Adilson. O ex-volante anunciou sua aposentadoria na última semana em função de uma cardiomiopatia hipertrófica. O problema cardíaco pode gerar arritmia e, eventualmente, morte súbita.

Antes do jogo, Adilson receberá uma camisa personalizada e uma placa de agradecimento do clube. Ele entrará em campo com os jogadores, com os quais vai se perfilar para o hino nacional. O ex-volante também vai dar o pontapé inicial da partida.

Todos os membros da comissão técnica usarão camisas com o nome de Adilson e o número 21 às costas. O ex-jogador foi oficializado como novo membro da comissão técnica comandada por Rodrigo Santana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Filho de torcedor atleticano que morreu em clássico bate bola com Otero em treino


20/07/2019 | 16:51


O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, disputado na última quarta-feira pela Copa do Brasil, ficou marcado pela morte de um atleticano no estádio Independência. Luciano Palhares não resistiu a um enfarte e acabou morrendo a caminho do hospital, aos 34 anos, em Belo Horizonte.

O torcedor deixou três filhos. Entre eles, Rafael, de apenas cinco anos, que acompanhava Luciano na partida. No velório do pai, o garoto foi convidado pelo vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido, para conhecer os jogadores do time.

Cândido perguntou qual era o atleta favorito de Rafael. O garoto respondeu: Rómulo Otero. E o encontro com o meia venezuelano aconteceu neste sábado, na Cidade do Galo, durante o treino da equipe para o jogo contra o Fortaleza, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Rafael bateu bola com Otero e a interação foi registrada pelo dirigente atleticano, que postou uma foto dos dois em uma rede social. "No velório do Luciano Palhares, indaguei o filho Rafael qual jogador mais gostava. Ele afirmou Otero. Então falei para ele: você vai bater bola com o Otero. Hoje aconteceu. Emocionante", escreveu o vice-presidente na legenda da postagem.

O jogo contra o Fortaleza acontece neste domingo, às 16h, no Independência. O time da casa deve ter força máxima para o confronto, marcado por homenagem a Adilson. O ex-volante anunciou sua aposentadoria na última semana em função de uma cardiomiopatia hipertrófica. O problema cardíaco pode gerar arritmia e, eventualmente, morte súbita.

Antes do jogo, Adilson receberá uma camisa personalizada e uma placa de agradecimento do clube. Ele entrará em campo com os jogadores, com os quais vai se perfilar para o hino nacional. O ex-volante também vai dar o pontapé inicial da partida.

Todos os membros da comissão técnica usarão camisas com o nome de Adilson e o número 21 às costas. O ex-jogador foi oficializado como novo membro da comissão técnica comandada por Rodrigo Santana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;