Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Livro declara guerra à ressaca


Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

25/12/2004 | 15:58


Homenzinhos verdes revirando o estômago e fazendo rodar a cabeça estão com os dias contados. Está nas livrarias O Guia Definitivo da Ressaca (Senac São Paulo, 196 págs., R$ 35), do inglês Richard Drunkard. A obra traz várias receitas e dicas para enfrentar as terríveis horas do “dia seguinte”. O clima do texto é de muito bom humor, reforçado pelas ótimas ilustrações do cartunista Gilmar Barbosa, de Santo André.

O autor começa dissecando os quatro tipos de ressaca que diz conhecer. A paracetamol é a mais branda, com um comprimido e um copo d’água dá “para disfarçar razoavelmente na frente do chefe”. A ressaca de talento é aquela que desmoraliza, mas logo faz as idéias saltarem com facilidade. Segundo Drunkard, esta ajudou muito a Ernest Hemingway, Oscar Wilde, Bocage, Baudelaire e Paul Verlaine.

O tipo dinamite deixa o bebedor acordar bem e só age cerca de duas horas depois. Por fim, há a ressaca dantesca, a pior de todas, aquela que “leva você às profundezas do inferno”.

Nesta época de festas de fim de ano qualquer um pode cair numa dessas subdivisões. Para prevenir a ressaca, as dicas são poucas. Algumas delas: Comer gordura antes para forrar o estômago, comer alimentos rico em amido (batata, arroz) enquanto bebe, tomar água para não desidratar.

Capítulos como “Por que temos ressaca?” e “Previna-se: saiba mais sobre a alcoolciência” oferecem interessantes e úteis informações aos amantes da bebida. Por exemplo, por que não é bom dormir extremamente bêbado? “Quando você dorme, o metabolismo se desacelera; por isso, seu organismo vai levar mais tempo para processar e livrar-se de todas aquelas toxinas”.

Piadas, citações e provérbios entremeiam as receitas que o autor conheceu em vários países. Sucos, caldos e até um roteiro para uma semana de desintoxicação estão entre as fórmulas para combater a ressaca. No Brasil, o autor diz ter conhecido o “milagroso” Engov, que costuma usar quando abusa da caipirinha.

Logo no começo, após a apresentação, o autor adverte: “Não se esqueça, porém, de que as idéias contidas neste livro representam apenas sugestões bem-humoradas que não devem ser seguidas sem orientação médica”.

Se alguma coisa ainda pudesse ser acrescentada ao livro... Uma definição: Ressaca é uma equação de ação e reação, paga-se com mal-estar a alegria da noite anterior. Receita rápida: uma latinha de guaraná bem gelada (o refrigerante deve ser ingerido em goles sucessivos – o arroto neste caso é uma necessidade).


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;