Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sul-coreano ateia fogo ao próprio corpo em frente à embaixada do Japão em Seul



19/07/2019 | 10:02


Um sul-coreano de 78 anos morreu nesta sexta-feira, 19, horas depois de atear fogo ao próprio corpo em frente à embaixada do Japão em Seul, na Coreia do Sul. O episódio ocorreu em meio ao agravamento das tensões entre os dois países.

O homem, de sobrenome Kim, colocou fogo em si mesmo dentro do próprio carro, que estava estacionado em frente ao prédio da embaixada japonesa. Segundo a polícia, ele havia telefonado para um conhecido momentos antes para dizer que planejava se matar para expressar sua antipatia pelo Japão. O idoso chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

A família de Kim disse aos investigadores que o sogro dele foi recrutado como trabalhador forçado quando a Península Coreana estava sob o domínio colonial japonês entre 1910 e 1945, segundo um comunicado da polícia.

As disputas diplomáticas entre os dois países estão ligadas à brutal colonização japonesa da Coreia do Sul. A situação piorou recentemente, após Tóquio endurecer as condições de exportação de vários materiais para Seul. As restrições afetam substâncias químicas cruciais para a fabricação de chips e telas de smartphones, usadas por gigantes tecnológicas sul-coreanas.

Seul acusa Tóquio de querer se vingar depois de uma série de decisões judiciais sul-coreanas que forçam grupos japoneses a indenizar vítimas de trabalho forçado. (Com agências internacionais).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sul-coreano ateia fogo ao próprio corpo em frente à embaixada do Japão em Seul


19/07/2019 | 10:02


Um sul-coreano de 78 anos morreu nesta sexta-feira, 19, horas depois de atear fogo ao próprio corpo em frente à embaixada do Japão em Seul, na Coreia do Sul. O episódio ocorreu em meio ao agravamento das tensões entre os dois países.

O homem, de sobrenome Kim, colocou fogo em si mesmo dentro do próprio carro, que estava estacionado em frente ao prédio da embaixada japonesa. Segundo a polícia, ele havia telefonado para um conhecido momentos antes para dizer que planejava se matar para expressar sua antipatia pelo Japão. O idoso chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

A família de Kim disse aos investigadores que o sogro dele foi recrutado como trabalhador forçado quando a Península Coreana estava sob o domínio colonial japonês entre 1910 e 1945, segundo um comunicado da polícia.

As disputas diplomáticas entre os dois países estão ligadas à brutal colonização japonesa da Coreia do Sul. A situação piorou recentemente, após Tóquio endurecer as condições de exportação de vários materiais para Seul. As restrições afetam substâncias químicas cruciais para a fabricação de chips e telas de smartphones, usadas por gigantes tecnológicas sul-coreanas.

Seul acusa Tóquio de querer se vingar depois de uma série de decisões judiciais sul-coreanas que forçam grupos japoneses a indenizar vítimas de trabalho forçado. (Com agências internacionais).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;