Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Consórcio renova a frota de ônibus em Santo André

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Veículos novos adquiridos pelas empresas Guaianazes e Vaz começam a operar em setembro


Evaldo Novelini
Do Diário do Grande ABC

18/07/2019 | 07:00


Trinta e cinco ônibus zero-quilômetros serão incluídos em setembro no sistema público de transporte andreense pelo Consórcio União Santo André. A Viação Guaianazes investiu R$ 12 milhões na aquisição de 30 veículos novos. Já a Vaz aportou R$ 2,6 milhões em cinco 0km e outros cinco seminovos. Os carros inaugurarão a reformulação do padrão visual da frota municipal, inspirado nas obras do artista abstrato Luiz Sacilotto.

“Desde que chegamos ao governo planejamos a modernização do sistema público de transportes da cidade. Baseados em pesquisa de origem e destino, fizemos a reorganização de linhas, adotamos o monitoramento dos ônibus por GPS e disponibilizamos o aplicativo aos passageiros, que atualmente está em 12 mil celulares. Agora chegou a vez da renovação da frota”, diz o prefeito Paulo Serra (PSDB).

A ideia do chefe do Executivo é substituir os 400 ônibus do sistema até 2022. “A modernização passa ainda por outras discussões, como a reorganização tarifária, que tem de ser feita em conjunto com a Câmara”, destaca Paulo Serra, lembrando que a licitação das linhas da Vila Luzita, hoje operadas em caráter precário pela Suzantur, deve ser concluída no ano que vem.

Os 30 ônibus comprados pela Guainazes têm chassi Mercedes-Benz, modelo OF 1721. Estão sendo encarroçados na empresa Caio, localizada na cidade de Botucatu, Interior paulista, no padrão Apache VIP, e devem estar em Santo André em dois meses. “São 60 dias para ficarem prontos. Quando chegarem à garagem, os veículos receberão o emplacamento, o sistema de bilhetagem e o GPS. Devem estar aptos a irem às ruas na segunda quinzena de setembro”, prevê o diretor-operacional da empresa, Luis Américo da Silva Santos.

Todos os ônibus da Guaianazes serão equipados com poltronas estofadas, tomadas para carregar baterias de celular e elevador para facilitar o acesso de passageiros em cadeira de rodas. “Os novos veículos garantirão o bem-estar, a segurança e o conforto dos usuários”, prossegue Santos.

Movidos a diesel, os motores dos carros respeitam o conjunto de normas que visam diminuir a emissão de gases tóxicos na atmosfera, especialmente o NOx (Óxido de Nitrogênio), nocivo à saúde humana e ao meio ambiente. “É o que chamamos de sistema Euro 5, uma exigência da legislação para combater a poluição”, completa Santos.

IDADE MÉDIA

A aquisição de veículos novos também atende à exigência do contrato de subconcessão assinado pelas companhias com a SATrans (Santo André Transportes), a empresa pública que gerencia e fiscaliza as linhas de ônibus do município. A idade média exigida dos veículos é de cinco anos. “Os cinco veículos novos e os cinco seminovos que adquirimos vão substituir os carros fabricados em 2009, que sairão de circulação”, explica o diretor de operações da Viação Vaz, Luiz Antônio David.

Os dez ônibus adquiridos pela empresa têm chassi Mercedes-Benz, modelo OF 1721. Os zero-quilômetro possuem carroceria Neobus New Mega e os demais, fabricados em 2014 e comprados da Viação Piracicabana, carroceria Marcopolo Torino. “São veículos mais longos, com 12 metros, de 36 a 38 assentos, que darão maior conforto aos passageiros”, assegura David.

Identidade visual é inspirada nas obras geométricas de Luiz Sacilotto

O traço geométrico que imortalizou quadros e esculturas do artista andreense Luiz Sacilotto (1924-2003) inspira a futura identidade visual dos ônibus do sistema de transportes de Santo André. Os primeiros 40 veículos com os novos desenhos laterais, de onde se destaca a figura de um beija-flor formado por triângulos nas cores verde, amarela e azul, começam a circular pela cidade em setembro. A branca ainda será a cor predominante nos veículos.

“Resgatamos alguns dos símbolos municipais e resolvemos estender essa política à identidade visual dos ônibus, que mantinha o padrão da década de 1990, quando o sistema ainda era operado pela EPT (Empresa Pública de Transportes). Para modernizar, buscamos inspiração no Sacilotto, artista que faz parte da vida da cidade”, explica o prefeito Paulo Serra (PSDB), que já recuperou eventos e imóveis históricos, como a Feira da Fraternidade e o Cine Theatro de Variedades Carlos Gomes.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;