Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsonaro na Argentina: 'Reforma é quase como quimioterapia, mas necessária para sobreviver'

Alan Santos/PR Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente complementou que interessa aos países da América do Sul e Mercosul que economia esteja bem



17/07/2019 | 15:25


O presidente Jair Bolsonaro voltou a se referir ao tratamento usado em casos de câncer para falar sobre ajustes que têm de ser feitos na economia brasileira. Durante a Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul, na cidade de Santa Fé, na Argentina, ele afirmou que a reforma da Previdência é uma "quimioterapia" necessária para o país. Complementou que interessa aos países da América do Sul e do Mercosul que a economia brasileira esteja bem, e, reiterou, a reforma é necessária para isso.

"Sabemos que para a América do Sul como um todo é bom que o Brasil vá bem. Assim como é bom para nós também que outros países estejam bem", disse, completando: "Apesar de a reforma ser quase como uma quimioterapia, é necessária para o corpo sobreviver". Na segunda-feira, durante evento na Câmara dos Deputados, Bolsonaro já havia dito que o Brasil precisa de uma quimioterapia.

Durante seu discurso na Cúpula, o presidente fez acenos importantes em relação aos países vizinhos. Sinalizou pela reeleição de Maurício Macri na Argentina e citou o presidente Evo Morales, da Bolívia, por diversas vezes - Morales deseja apoio para entrar no Mercosul. Em um determinado momento, durante os cumprimentos, chegou a dizer que sentia saudades do presidente boliviano.

Em relação ao presidente chileno Sebastián Piñera, cometeu um deslize. Ao cumprimentá-lo, brincou: "Seu problema é com o Peru, não é com o Brasil, não", apesar da indisposição histórica entre os dois países. E emendou em seguida: "Na Copa América, para deixar bem claro".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro na Argentina: 'Reforma é quase como quimioterapia, mas necessária para sobreviver'

Presidente complementou que interessa aos países da América do Sul e Mercosul que economia esteja bem


17/07/2019 | 15:25


O presidente Jair Bolsonaro voltou a se referir ao tratamento usado em casos de câncer para falar sobre ajustes que têm de ser feitos na economia brasileira. Durante a Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul, na cidade de Santa Fé, na Argentina, ele afirmou que a reforma da Previdência é uma "quimioterapia" necessária para o país. Complementou que interessa aos países da América do Sul e do Mercosul que a economia brasileira esteja bem, e, reiterou, a reforma é necessária para isso.

"Sabemos que para a América do Sul como um todo é bom que o Brasil vá bem. Assim como é bom para nós também que outros países estejam bem", disse, completando: "Apesar de a reforma ser quase como uma quimioterapia, é necessária para o corpo sobreviver". Na segunda-feira, durante evento na Câmara dos Deputados, Bolsonaro já havia dito que o Brasil precisa de uma quimioterapia.

Durante seu discurso na Cúpula, o presidente fez acenos importantes em relação aos países vizinhos. Sinalizou pela reeleição de Maurício Macri na Argentina e citou o presidente Evo Morales, da Bolívia, por diversas vezes - Morales deseja apoio para entrar no Mercosul. Em um determinado momento, durante os cumprimentos, chegou a dizer que sentia saudades do presidente boliviano.

Em relação ao presidente chileno Sebastián Piñera, cometeu um deslize. Ao cumprimentá-lo, brincou: "Seu problema é com o Peru, não é com o Brasil, não", apesar da indisposição histórica entre os dois países. E emendou em seguida: "Na Copa América, para deixar bem claro".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;