Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano supera rival Santo André

Em clássico regional, Azulão manteve invencibilidade na Copa Paulista com vitória por 2 a 0


Luís Felipe Soares

13/07/2019 | 07:00


A boa fase está do lado do São Caetano na Copa Paulista 2019 até agora. No clássico diante do Santo André, disputado ontem, no Estádio Anacleto Campanella, a equipe manteve a invencibilidade na competição com vitória por 2 a 0. O resultado serve para a manutenção do Azulão na liderança – agora de maneira isolada – do Grupo 4, com dez pontos. Já o Ramalhão, que também briga pelo topo da chave, permanece em segundo lugar, com sete pontos acumulados. Confusões marcaram o encontro das torcidas, com a Polícia Militar levando cerca de dez pessoas para a delegacia, onde houve apreensão de artefatos como pedras e pedaços de madeira. Ninguém foi preso.

O confronto não começou nada agitado, com passes curtos e poucas invertidas de jogo para ambos os lados. Os donos da casa buscavam avançar com cruzamentos e tentando aproveitar a movimentação do atacante Gleyson, com os visitantes muito defensivos.

Destaque para Jefferson Maranhão. Aos 25, ele avançou pela esquerda e deixou dois marcadores no chão antes de cruzar, mas a bola foi afastada. Foi aproveitando a habilidade do camisa 11 que o placar foi aberto, aos 41. O meia-atacante driblou adversário pela direita em giro rápido e mandou a bola rasteira para a área, com Valdeir aparecendo no meio da muvuca: 1 a 0.

Logo em seguida, aos 42, o Santo André quase empatou. Victor Sapo deu sorte quando a bola sobrou para ele perto da pequena área, mas teve pouco tempo para chutar. O goleiro Tom fechou o ângulo do arremate rasteiro para fazer defesa que agitou a torcida.

Na segunda etapa, o Azulão voltou mais solto e sem a pressão de movimentar o placar. Aos 11, em falta ensaiada, o volante Régis assustou em batida forte defendida por Luís Augusto no meio do gol.

O melhor momento veio aos 38, quando bola cabeceada por Bruno Recife pegou na mão de Diego Santos. Perto do lance, o juiz marcou pênalti. Gleyson deslocou o goleiro e fez 2 a 0, para fechar a tarde de festa dos mandantes.

O São Caetano volta a campo no sábado, quando enfrenta o EC São Bernardo, no 1º de Maio. Já o Santo André recebe o Água Santa, no domingo.

Vilar aposta na retomada do emocional para reerguer time

A chegada do técnico Marcelo Vilar parece marcar uma nova etapa emocional do São Caetano. Em sua segunda partida à frente do time da região, ele acredita que a confiança tem retornado aos poucos para os atletas, que atingiram duas vitórias seguidas sob o comando do recém-contratado.

“Garanto que, com a confiança, o rendimento aumenta. Estamos trabalhando sempre o emocional dos jogadores e tentando demonstrar a eles que existem diferentes circunstâncias no futebol. Não devem se abalar demais com as derrotas nem se empolgar demais com as vitórias”, comentou o treinador. “São os mesmos jogadores que já fizeram sucesso aqui no passado recente e a questão para voltar a brilhar é conquistando resultados.”

Autor de um dos gols na vitória contra o Santo André, o atacante Gleyson confessou que a situação está mudando. “No primeiro semestre não estava bem. Você tenta fazer uma jogada e ela dá errado, isso mexe um pouco com a gente. Ele (Vilar) tem conversado bastante e reconstruiu nossa confiança. Pouco a pouco, vamos entrando no jogo que ele quer”, disse o camisa 9. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano supera rival Santo André

Em clássico regional, Azulão manteve invencibilidade na Copa Paulista com vitória por 2 a 0

Luís Felipe Soares

13/07/2019 | 07:00


A boa fase está do lado do São Caetano na Copa Paulista 2019 até agora. No clássico diante do Santo André, disputado ontem, no Estádio Anacleto Campanella, a equipe manteve a invencibilidade na competição com vitória por 2 a 0. O resultado serve para a manutenção do Azulão na liderança – agora de maneira isolada – do Grupo 4, com dez pontos. Já o Ramalhão, que também briga pelo topo da chave, permanece em segundo lugar, com sete pontos acumulados. Confusões marcaram o encontro das torcidas, com a Polícia Militar levando cerca de dez pessoas para a delegacia, onde houve apreensão de artefatos como pedras e pedaços de madeira. Ninguém foi preso.

O confronto não começou nada agitado, com passes curtos e poucas invertidas de jogo para ambos os lados. Os donos da casa buscavam avançar com cruzamentos e tentando aproveitar a movimentação do atacante Gleyson, com os visitantes muito defensivos.

Destaque para Jefferson Maranhão. Aos 25, ele avançou pela esquerda e deixou dois marcadores no chão antes de cruzar, mas a bola foi afastada. Foi aproveitando a habilidade do camisa 11 que o placar foi aberto, aos 41. O meia-atacante driblou adversário pela direita em giro rápido e mandou a bola rasteira para a área, com Valdeir aparecendo no meio da muvuca: 1 a 0.

Logo em seguida, aos 42, o Santo André quase empatou. Victor Sapo deu sorte quando a bola sobrou para ele perto da pequena área, mas teve pouco tempo para chutar. O goleiro Tom fechou o ângulo do arremate rasteiro para fazer defesa que agitou a torcida.

Na segunda etapa, o Azulão voltou mais solto e sem a pressão de movimentar o placar. Aos 11, em falta ensaiada, o volante Régis assustou em batida forte defendida por Luís Augusto no meio do gol.

O melhor momento veio aos 38, quando bola cabeceada por Bruno Recife pegou na mão de Diego Santos. Perto do lance, o juiz marcou pênalti. Gleyson deslocou o goleiro e fez 2 a 0, para fechar a tarde de festa dos mandantes.

O São Caetano volta a campo no sábado, quando enfrenta o EC São Bernardo, no 1º de Maio. Já o Santo André recebe o Água Santa, no domingo.

Vilar aposta na retomada do emocional para reerguer time

A chegada do técnico Marcelo Vilar parece marcar uma nova etapa emocional do São Caetano. Em sua segunda partida à frente do time da região, ele acredita que a confiança tem retornado aos poucos para os atletas, que atingiram duas vitórias seguidas sob o comando do recém-contratado.

“Garanto que, com a confiança, o rendimento aumenta. Estamos trabalhando sempre o emocional dos jogadores e tentando demonstrar a eles que existem diferentes circunstâncias no futebol. Não devem se abalar demais com as derrotas nem se empolgar demais com as vitórias”, comentou o treinador. “São os mesmos jogadores que já fizeram sucesso aqui no passado recente e a questão para voltar a brilhar é conquistando resultados.”

Autor de um dos gols na vitória contra o Santo André, o atacante Gleyson confessou que a situação está mudando. “No primeiro semestre não estava bem. Você tenta fazer uma jogada e ela dá errado, isso mexe um pouco com a gente. Ele (Vilar) tem conversado bastante e reconstruiu nossa confiança. Pouco a pouco, vamos entrando no jogo que ele quer”, disse o camisa 9. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;