Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

S.Bernardo põe terrenos a leilão e espera obter R$ 101 milhões

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Gestão Morando coloca à venda áreas na região central em evento na quarta-feira


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

13/07/2019 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo colocou à venda três terrenos públicos localizados na Rua Doutor Marcel Preotesco, próximos às avenidas Aldino Pinotti e Pereira Barreto, com estimativa de receber R$ 101,5 milhões. As áreas serão leiloadas em evento marcado para quarta-feira, às 15h.

Os espaços são vizinhos e situados em valorizada área central da cidade – perto do Shopping Metrópole e do futuro Parque das Bicicletas, em construção. Os tamanhos variam de 7.000 metros quadrados a 10 mil metros quadrados. Os terrenos pertenciam à empresa de tecelagem Tognato, que encerrou as atividades em 2005.

“São terrenos muito bem localizados, em área privilegiada. Estamos disponibilizando essas áreas com muita tranquilidade, porque são imóveis recebidos como pagamento da Tognato. O valor que a empresa devia foi pago em forma dos terrenos. São imóveis que não têm função social nem perspectiva de futuro. Além de ficar vulneráveis a ocupações, prejudicam o urbanismo da cidade”, declarou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

Quando fechou as portas, a Tognato devia R$ 8 milhões em IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Houve acerto para que a cessão definitiva das áreas servisse como abatimento total do passivo.

O edital do leilão, que está no site da administração (www.saobernardo.sp.gov.br), discrimina que o vencedor será aquele que oferecer a proposta mais vantajosa financeiramente ao município. O pagamento dos terrenos poderá ser feito à vista ou a prazo, com entrada e até cinco parcelas mensais. O governo, após o leilão, definirá para quais áreas serão aportados os recursos.

Ao mesmo tempo em que coloca para leilão áreas públicas com baixo índice de aproveitamento social, a Prefeitura de São Bernardo mantém programa de arrendamento de imóveis ociosos e com dívidas junto à municipalidade. O objetivo é justamente dar função social a espaços que hoje não cumprem essa premissa constitucional. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;