Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Correção: Plenário analisa destaque que reduz idade de professores na transição



12/07/2019 | 15:40


A matéria enviada anteriormente continha um incorreção. O destaque reduz em cinco anos a idade mínima na transição dos professores, para homens e mulheres, e não em dois anos apenas para mulheres, como constou do texto anterior. Segue texto corrigido:

O plenário da Câmara dos Deputados começou a analisar o destaque nº 43, do PDT, que reduz em cinco anos a idade mínima exigida dos professores na regra de transição, cujo pedágio é de 100% do tempo que ainda falta de trabalho.

Pela proposta, a idade mínima na transição das professoras será de 52 anos, e para os professores, de 55 anos. A mudança vale tanto para os profissionais do ensino público quanto para os do ensino privado.

De acordo com o texto-base da reforma da Previdência aprovado esta semana, passaria a vigorar - tanto para os professores públicos quanto para os privados - idade mínima de 57 anos para mulheres e 60 anos para os homens, com 25 anos de contribuição para ambos.

O plenário analisará os outros cinco destaques de bancada que ainda restam, um de cada vez. O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na quarta-feira (10), por 379 votos a 131 no plenário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Correção: Plenário analisa destaque que reduz idade de professores na transição


12/07/2019 | 15:40


A matéria enviada anteriormente continha um incorreção. O destaque reduz em cinco anos a idade mínima na transição dos professores, para homens e mulheres, e não em dois anos apenas para mulheres, como constou do texto anterior. Segue texto corrigido:

O plenário da Câmara dos Deputados começou a analisar o destaque nº 43, do PDT, que reduz em cinco anos a idade mínima exigida dos professores na regra de transição, cujo pedágio é de 100% do tempo que ainda falta de trabalho.

Pela proposta, a idade mínima na transição das professoras será de 52 anos, e para os professores, de 55 anos. A mudança vale tanto para os profissionais do ensino público quanto para os do ensino privado.

De acordo com o texto-base da reforma da Previdência aprovado esta semana, passaria a vigorar - tanto para os professores públicos quanto para os privados - idade mínima de 57 anos para mulheres e 60 anos para os homens, com 25 anos de contribuição para ambos.

O plenário analisará os outros cinco destaques de bancada que ainda restam, um de cada vez. O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na quarta-feira (10), por 379 votos a 131 no plenário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;