Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Plenário rejeita requerimento para retirar votação dos destaques da pauta



12/07/2019 | 13:00


O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta sexta-feira, 12, por 261 votos a 32, o requerimento para a retirada da votação dos destaques à reforma da Previdência da pauta da sessão desta sexta.

A expectativa é de que o plenário vote nesta sextao s oito destaques que não foram apreciados na sessão de quinta. Todas as propostas podem reduzir significativamente a economia estimada com a reforma nos próximos dez anos.

Pelas contas de parlamentares da base, o destaque mais "inofensivo" retiraria R$ 87 bilhões da potência fiscal da PEC, enquanto o mais "danoso" eliminaria R$ 200 bilhões da economia esperada.

Nas emendas supressivas, ou seja, que buscam retirar artigos inteiros do texto-base da reforma já aprovado em plenário, é o governo que precisa dos 308 votos para preservar a reforma. No momento, há 419 deputados na Casa, sendo que 413 marcaram presença na sessão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Plenário rejeita requerimento para retirar votação dos destaques da pauta


12/07/2019 | 13:00


O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta sexta-feira, 12, por 261 votos a 32, o requerimento para a retirada da votação dos destaques à reforma da Previdência da pauta da sessão desta sexta.

A expectativa é de que o plenário vote nesta sextao s oito destaques que não foram apreciados na sessão de quinta. Todas as propostas podem reduzir significativamente a economia estimada com a reforma nos próximos dez anos.

Pelas contas de parlamentares da base, o destaque mais "inofensivo" retiraria R$ 87 bilhões da potência fiscal da PEC, enquanto o mais "danoso" eliminaria R$ 200 bilhões da economia esperada.

Nas emendas supressivas, ou seja, que buscam retirar artigos inteiros do texto-base da reforma já aprovado em plenário, é o governo que precisa dos 308 votos para preservar a reforma. No momento, há 419 deputados na Casa, sendo que 413 marcaram presença na sessão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;