Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Anitta rebate críticas de apropriação cultural com fotos da infância

Divulgação/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


11/07/2019 | 09:11


Anitta não gostou nadinha das críticas que recebeu por conta de seu novo trabalho. No Instagram, a cantora rebateu os comentários de internautas que a acusavam de apropriação cultural por conta do teaser do videoclipe de Muito Calor, parceria entre ela e o porto-riquenho Ozuna. No vídeo, amplamente divulgado nas redes sociais, a beldade aparece na laje de uma casa na favela e exibe os cabelos bem cacheados. O vídeo ainda exibe algumas locações do Rio de Janeir.

Ih ó, ficou negra de novo. Anira nem esconde que todo clipe em favela ela tem que se apropriar. Sinceramente, é ridículo. Todos os clipes são iguais, esse looping começou em Vai malandra e até hoje parecem todos a mesma coisa, criticou um internauta.

Por que todo clipe com Anitta tem que ser em favela?! É só essa a visão que os gringos tem do Brasil?, questionou um outro perfil.

Vai malandra parte 3? Amo o trabalho dela, mas os clipes são uma extensão dos outros, opinou outro.

Quando é para gravar os clipes no Brasil, ela do nada fica com a pele mais escura e usa cachos, mas quando vai para eventos internacionais, tá branca... é só um fato, disse outro seguidor.

Incomodada com os comentários, Anitta resolveu se explicar e deu aquela alfinetada nos haters:

Meu deus, que loucura! 1. Onda Diferente é um hit. O clipe foi gravado em Los Angeles, cantado em português. Tem feat brasileiro e feat gringo importantíssimo. Estão começando a ouvir fora do Brasil, mesmo sendo em português.2. O único videoclipe meu, gravado em uma favela, se chama Vai Malandra. Os demais são clipes onde fui convidada como feat, assim como esse.3. O clipe mostra diversos pontos do Rio de Janeiro que o diretor gostou. Dentre eles: escadas da Lapa, Pão de Açúcar, Cristo, praias...etc. 4. Quando eu era criança meu cabelo era mais enrolado que esse do vídeo. Eu que meti produto na adolescência e ele mudou para sempre.5. Vocês nunca estão satisfeitos, escreveu a beldade.

Mas ela não parou por aí não! Logo depois, a atual namorada de Pedro Scooby usou o próprio Instagram Stories para relembrar aos internautas algumas fotos de sua infância, deixando em evidência que tinha os cabelos cacheados quando era mais nova.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anitta rebate críticas de apropriação cultural com fotos da infância


11/07/2019 | 09:11


Anitta não gostou nadinha das críticas que recebeu por conta de seu novo trabalho. No Instagram, a cantora rebateu os comentários de internautas que a acusavam de apropriação cultural por conta do teaser do videoclipe de Muito Calor, parceria entre ela e o porto-riquenho Ozuna. No vídeo, amplamente divulgado nas redes sociais, a beldade aparece na laje de uma casa na favela e exibe os cabelos bem cacheados. O vídeo ainda exibe algumas locações do Rio de Janeir.

Ih ó, ficou negra de novo. Anira nem esconde que todo clipe em favela ela tem que se apropriar. Sinceramente, é ridículo. Todos os clipes são iguais, esse looping começou em Vai malandra e até hoje parecem todos a mesma coisa, criticou um internauta.

Por que todo clipe com Anitta tem que ser em favela?! É só essa a visão que os gringos tem do Brasil?, questionou um outro perfil.

Vai malandra parte 3? Amo o trabalho dela, mas os clipes são uma extensão dos outros, opinou outro.

Quando é para gravar os clipes no Brasil, ela do nada fica com a pele mais escura e usa cachos, mas quando vai para eventos internacionais, tá branca... é só um fato, disse outro seguidor.

Incomodada com os comentários, Anitta resolveu se explicar e deu aquela alfinetada nos haters:

Meu deus, que loucura! 1. Onda Diferente é um hit. O clipe foi gravado em Los Angeles, cantado em português. Tem feat brasileiro e feat gringo importantíssimo. Estão começando a ouvir fora do Brasil, mesmo sendo em português.2. O único videoclipe meu, gravado em uma favela, se chama Vai Malandra. Os demais são clipes onde fui convidada como feat, assim como esse.3. O clipe mostra diversos pontos do Rio de Janeiro que o diretor gostou. Dentre eles: escadas da Lapa, Pão de Açúcar, Cristo, praias...etc. 4. Quando eu era criança meu cabelo era mais enrolado que esse do vídeo. Eu que meti produto na adolescência e ele mudou para sempre.5. Vocês nunca estão satisfeitos, escreveu a beldade.

Mas ela não parou por aí não! Logo depois, a atual namorada de Pedro Scooby usou o próprio Instagram Stories para relembrar aos internautas algumas fotos de sua infância, deixando em evidência que tinha os cabelos cacheados quando era mais nova.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;