Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estado prevê concluir estudo da Linha 20-Rosa no ano que vem

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Governador em exercício afirma que plano vai delimitar traçado do ramal que liga a região à Lapa


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

11/07/2019 | 08:39


O governador em exercício de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), acredita que no ano que vem esteja pronto o estudo funcional da Linha 20-Rosa, que ligaria o Grande ABC à Lapa, na Zona Oeste da Capital. O Estado já reservou R$ 20 milhões para confecção do levantamento sobre a viabilidade do ramal, conforme mostrou o Diário no domingo.

Será a partir do estudo funcional que o Palácio dos Bandeirantes definirá traçado, número de estações e até ter prazos mais detalhados sobre o cronograma de obra.

“A Linha 20 faz parte do esforço (do governo) de São Paulo para o Metrô chegar ao Grande ABC, especificamente São Bernardo. Uma linha importante, integradora, que vai passar pela Capital, pela (Avenida Luís Carlos) Faria Lima, pela (Avenida) Berrini e desembocando em São Bernardo. Investiremos no ano que vem cerca de R$ 20 milhões nos projetos funcionais”, discorreu o democrata.

Rodrigo Garcia também revelou que a ideia do Estado é viabilizar uma PPP (Parceria Público-Privada) para a Linha 20-Rosa, até por causa do custo. Quando o governo estadual anunciou que a Linha 20-Rosa estaria em plano diretor do Metrô, em 2012, a estimativa era de investimento na ordem de R$ 10 bilhões.

Conforme o democrata, o projeto de basearia no modelo adotado para a execução da Linha 6-Laranja do Metrô, que tem previsão de ligar a região da Brasilândia ao Centro da Capital e que seria entregue em 2012. Neste caso, a PPP foi anunciada como a primeira no País a construir e administrar uma linha de Metrô. “(Sobre a previsão de obras) Vai depender da finalização desses projetos no ano de 2020 para a gente viabilizar uma PPP como a da Linha 6”, sustentou o governador em exercício.

O resgate da Linha 20-Rosa do Metrô foi feito na semana passada, quando o Palácio dos Bandeirantes anunciou pacote de mobilidade à região – com modernização de trens da CPMT (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), reabertura da Estação Pirelli na Linha 10-Turquesa da CPTM e troca de monotrilho pelo BRT (sistema de ônibus de alta velocidade, na sigla em inglês).

O governador em exercício reiterou que no projeto funcional será possível estabelecer o número de estações em São Bernardo. O escopo original da Linha 20 previa a construção de três terminais na cidade – Afonsina, com integração à Linha 18-Bronze, Rudge Ramos e Taboão.

“Somente com o novo projeto é que iremos saber quantas estações a Linha 20 terá e o traçado definitivo, já que aquela (ideia) era um traçado proposto e é este investimento e projeto definitivos que vão nos mostrar exatamente onde é que vai partir do Grande ABC e onde ela chegará”, apontou.

Sobre demais prazos, Rodrigo Garcia ponderou que mais detalhes serão fornecidos na agenda que o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, fará no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, em agosto.

Rodrigo promete modernizar CPTM em 2022

Ao pegar o trem na Estação Tamanduateí, na Capital, e seguir em direção ao Brás, às 7h de ontem, o governador em exercício, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou que a modernização integral da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) deverá ser entregue em 2022. O democrata percorreu o trajeto em vagão separado, somente acompanhado de assessores e da imprensa.

A viagem de ontem se deu para mostrar os trens remanejados da série 7000 (com nove anos de uso) que foram deslocados para o ramal que atende ao Grande ABC – a Linha 10 parte do Brás rumo a Rio Grande da Serra. A renovação da frota foi anunciada na semana passada pelo governador João Doria (PSDB) em pacote de mobilidade urbana para a região.

O governador em exercício declarou também que ainda neste ano o Palácio dos Bandeirantes lançará licitação para reforma completa das estações. “A modernização das estações (da Linha 10) sofre um planejamento por parte da CPTM. Em 2019, alguns projetos estão sendo concluídos e vamos licitá-los para que as obras sejam executadas entre 2020 e 2021. No ano que vem, o restante dos projetos também será concluído para que a gente execute as obras entre 2021 e 2022”, disse.

Rodrigo Garcia também revelou que há planos para aumentar as partidas do Expresso ABC, ramal de trem que liga Santo André à Capital em oito minutos. Ainda que sem dar datas para o início da expansão, Rodrigo Garcia sustentou que poderia ampliar o trajeto da linha exclusiva. Hoje, o Expresso ABC parte de Santo André, faz uma parada em São Caetano e segue até a Estação Tamanduateí, em São Paulo, entre as 6h e às 9h30, no período da manhã e das 16h até às 19h30 no período da tarde – de lá o passageiro pode fazer baldeação para a Linha 2-Verde do Metrô. O serviço já tinha ampliado as viagens diárias de 14 para 16 ainda no ano passado.

Além do governador em exercício, participaram do evento o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o presidente da CPTM, Pedro Moro, e o prefeito em exercício de Santo André, Luiz Zacarias (PTB). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado prevê concluir estudo da Linha 20-Rosa no ano que vem

Governador em exercício afirma que plano vai delimitar traçado do ramal que liga a região à Lapa

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

11/07/2019 | 08:39


O governador em exercício de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), acredita que no ano que vem esteja pronto o estudo funcional da Linha 20-Rosa, que ligaria o Grande ABC à Lapa, na Zona Oeste da Capital. O Estado já reservou R$ 20 milhões para confecção do levantamento sobre a viabilidade do ramal, conforme mostrou o Diário no domingo.

Será a partir do estudo funcional que o Palácio dos Bandeirantes definirá traçado, número de estações e até ter prazos mais detalhados sobre o cronograma de obra.

“A Linha 20 faz parte do esforço (do governo) de São Paulo para o Metrô chegar ao Grande ABC, especificamente São Bernardo. Uma linha importante, integradora, que vai passar pela Capital, pela (Avenida Luís Carlos) Faria Lima, pela (Avenida) Berrini e desembocando em São Bernardo. Investiremos no ano que vem cerca de R$ 20 milhões nos projetos funcionais”, discorreu o democrata.

Rodrigo Garcia também revelou que a ideia do Estado é viabilizar uma PPP (Parceria Público-Privada) para a Linha 20-Rosa, até por causa do custo. Quando o governo estadual anunciou que a Linha 20-Rosa estaria em plano diretor do Metrô, em 2012, a estimativa era de investimento na ordem de R$ 10 bilhões.

Conforme o democrata, o projeto de basearia no modelo adotado para a execução da Linha 6-Laranja do Metrô, que tem previsão de ligar a região da Brasilândia ao Centro da Capital e que seria entregue em 2012. Neste caso, a PPP foi anunciada como a primeira no País a construir e administrar uma linha de Metrô. “(Sobre a previsão de obras) Vai depender da finalização desses projetos no ano de 2020 para a gente viabilizar uma PPP como a da Linha 6”, sustentou o governador em exercício.

O resgate da Linha 20-Rosa do Metrô foi feito na semana passada, quando o Palácio dos Bandeirantes anunciou pacote de mobilidade à região – com modernização de trens da CPMT (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), reabertura da Estação Pirelli na Linha 10-Turquesa da CPTM e troca de monotrilho pelo BRT (sistema de ônibus de alta velocidade, na sigla em inglês).

O governador em exercício reiterou que no projeto funcional será possível estabelecer o número de estações em São Bernardo. O escopo original da Linha 20 previa a construção de três terminais na cidade – Afonsina, com integração à Linha 18-Bronze, Rudge Ramos e Taboão.

“Somente com o novo projeto é que iremos saber quantas estações a Linha 20 terá e o traçado definitivo, já que aquela (ideia) era um traçado proposto e é este investimento e projeto definitivos que vão nos mostrar exatamente onde é que vai partir do Grande ABC e onde ela chegará”, apontou.

Sobre demais prazos, Rodrigo Garcia ponderou que mais detalhes serão fornecidos na agenda que o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, fará no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, em agosto.

Rodrigo promete modernizar CPTM em 2022

Ao pegar o trem na Estação Tamanduateí, na Capital, e seguir em direção ao Brás, às 7h de ontem, o governador em exercício, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou que a modernização integral da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) deverá ser entregue em 2022. O democrata percorreu o trajeto em vagão separado, somente acompanhado de assessores e da imprensa.

A viagem de ontem se deu para mostrar os trens remanejados da série 7000 (com nove anos de uso) que foram deslocados para o ramal que atende ao Grande ABC – a Linha 10 parte do Brás rumo a Rio Grande da Serra. A renovação da frota foi anunciada na semana passada pelo governador João Doria (PSDB) em pacote de mobilidade urbana para a região.

O governador em exercício declarou também que ainda neste ano o Palácio dos Bandeirantes lançará licitação para reforma completa das estações. “A modernização das estações (da Linha 10) sofre um planejamento por parte da CPTM. Em 2019, alguns projetos estão sendo concluídos e vamos licitá-los para que as obras sejam executadas entre 2020 e 2021. No ano que vem, o restante dos projetos também será concluído para que a gente execute as obras entre 2021 e 2022”, disse.

Rodrigo Garcia também revelou que há planos para aumentar as partidas do Expresso ABC, ramal de trem que liga Santo André à Capital em oito minutos. Ainda que sem dar datas para o início da expansão, Rodrigo Garcia sustentou que poderia ampliar o trajeto da linha exclusiva. Hoje, o Expresso ABC parte de Santo André, faz uma parada em São Caetano e segue até a Estação Tamanduateí, em São Paulo, entre as 6h e às 9h30, no período da manhã e das 16h até às 19h30 no período da tarde – de lá o passageiro pode fazer baldeação para a Linha 2-Verde do Metrô. O serviço já tinha ampliado as viagens diárias de 14 para 16 ainda no ano passado.

Além do governador em exercício, participaram do evento o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o presidente da CPTM, Pedro Moro, e o prefeito em exercício de Santo André, Luiz Zacarias (PTB). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;