Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Produção do VW Fusca é encerrada: relembre a evolução do besouro

Leo Alves

10/07/2019 | 17:18


Segundo informações da revista Car and Driver, a produção do VW Fusca foi encerrada na última terça-feira (9). A terceira encarnação do besouro já não era mais vendida no Brasil desde o ano passado, mas seguia em produção na fábrica do México. O fim do modelo já havia sido confirmado em setembro último, quando a marca alemã informou que produziria uma série especial de despedida.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Fim da produção do VW Fusca

Antes do modelo atual, o New Beetle ocupou o lugar de sucessor do Fusca na gama da Volkswagen. Produzido entre 1998 e 2010, ele utilizava como base a plataforma do Golf de quarta geração e, ao contrário do modelo original, tinha tração e motor na dianteira.

LEIA MAIS: Fusca, Chevette, Opala, 147; veja quais são os carros mais queridos pelos brasileiros

VW Fusca que rodou mais de 500 mil km é restaurado pela marca

Dois anos após deixar o mercado, o besouro moderno voltou com linhas mais esportivas e plataforma do Golf de sexta geração. Ao contrário da versão anterior, o modelo de terceira geração abandonou o nome universal, adotando o registro que consagrou o carro original. No Brasil, por exemplo, o nome Fusca voltou a ser utilizado, enquanto que nos Estados Unidos foi escolhido o Beetle. Portugal viu o retorno do nome Carocha, e na Itália o modelo voltou a ser chamado de Maggiolino.

Com o fim da produção, o futuro do carro que deu origem à Volkswagen é incerto. Não há nenhuma previsão de uma quarta geração do Fusca, nem mesmo como elétrico, restando aos fãs apreciar o legado de um dos nomes mais importantes da indústria automobilística.

Evolução

Na galeria, confira a evolução do VW Fusca ao longo dos anos.

Foto: Divulgação

Projetado por Ferdiand Porsche, um dos primeiros protótipos do Fusca já tinha desenho semelhante ao modelo de produção; portas abriam no sentido contrário, também conhecidas como suiçidas

Foto: Divulgação

Em 1938, antes da II Guerra Mundial, o Volkswagen já tinha suas linhas definitivas

Foto: Divulgação

Após o fim da guerra, em 1945, as primeiras unidades do Fusca começam a sair da linha de montagem de Wolfsburg, na Alemanha

Foto: Divulgação

Em 1949, os primeiros modelos do Fusca chegavam aos Estados Unidos

Foto: Divulgação

VW Fusca 1949 norte-americano

Foto: Divulgação

VW Fusca 1949 norte-americano

Foto: Divulgação

VW Fusca 1949 norte-americano

Foto: By Spurzem - Lothar Spurzem (Own work) [CC BY-SA 2.0 de], via Wikimedia Commons

Quatro anos mais tarde, em 1953, a Volkswagen chega oficialmente no Brasil, e passa a trazer unidades desmontadas do Fusca, montando-os em solo nacional na fábrica do Ipiranga

Foto: CC BY-SA 2.0 de, Link

Nessa época, o besouro tinha a janela dividida em dois

Foto: Divulgação

Antiga sede da VW no bairro do Ipiranga, em SP

Foto: CC BY-SA 3.0, Link

Em 1959, com a inauguração da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), o Fusca enfim passou a ser produzido nacionalmente, e com a janela traseira inteiriça

Foto: Divulgação

Na linha 1961, o Fusca nacional ganhou as famosas setas nos para-lamas, substituindo as "bananinhas" nas laterais

Foto: CC BY-SA 3.0, Link

VW Fusca 1961

Foto: By Mark Hillary from Serra Negra, São Paulo, Brazil (1961 VW Fusca) [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons

Uma nova lanterna traseira, maior e com a seta mais visível

Foto: Divulgação

Na década seguinte, os para-choques foram redesenhados, ficando menores em altura

Foto: Divulgação

Em 1970, novas lanternas foram lançadas, agora com a luz de ré incorporada no desenho

Foto: By Renzo Maia;cropped and adjusted by uploader Mr.choppers (DSC00800.JPG) [CC BY 3.0], via Wikimedia Commons

VW Fusca 1500

Foto: Divulgação

Durante os anos 1970, a produção do Fusca bateu a marca de 1,5 milhão de carros produzidos

Foto: Reprodução/internet

No fim da década, em 1979 e com 20 anos de produção nacional, o Fusca recebeu lanternas maiores e circulares, que logo receberam o apelo de "Fafá", por causa da cantora Fafá de Belém

Foto: Divulgação

Depois de ter a produção interrompida em 1986, o Fusca voltou em 1993, devido a um pedido do então presidente do Brasil, Itamar Franco; a produção se encerrou por completo em 1996

Foto: Divulgação

VW Fusca "Itamar"

Foto: Murphy1303 [CC BY 2.5, GFDL or CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons

Por mais que Fusca tenha mudado muito no Brasil ao longo dos anos, o País nunca recebeu a maior evolução do modelo. Nos anos 1970, ele recebeu diversas melhorias em alguns mercados, como nos Estados Unidos e na Alemanha, com para-brisa maior, suspensão mais moderna na dianteira (tipo McPherson), porta-malas maior e até injeção eletrônica

Foto: By Alfacevedoa - Own work, Public Domain, Link

O México foi o último País a encerrar a produção do Fusca, em 2003

Foto: Divulgação

Derivado do Golf de quarta geração, o New Beetle foi lançado em 1998 para ser a versão moderna do Fusca; ficou em produção até 2010, mas só veio ao Brasil como importado

Foto: Divulgação

VW New Beetle

Foto: Diuvlgação

Em 2010 uma nova tentativa de relançar o Fusca foi feita. A nova versão tinha visual mais esportivo, chegando ao Brasil em 2012

Foto: Divulgação

VW Fusca

Foto: Divulgação

VW Fusca

Foto: Divulgação

VW Fusca

Foto: Divulgação

VW Fusca

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;