Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘A Golondrina’ faz nova temporada a partir de amanhã no Masp

Divulgação/Joao-Caldas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Peça é inspirada no ataque homofóbico que aconteceu em Orlando


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

11/07/2019 | 07:39


Em junho de 2016, os norte-americanos ficaram chocado com um dos maiores ataques terroristas sofridos no país, neste caso em na cidade de Orlando. Um fundamentalista islâmico entrou na boate LGBT Pulse e matou 50 pessoas – outras 53 ficaram feridas. O ocorrido serviu de inspiração para a peça A Golondrina, que tem nova temporada a partir de amanhã, às 21h, no Auditório do Masp. A direção é de Gabriel Fontes Paiva e o texto é do espanhol Guillem Clua.

No palco é contada a história do encontro de Ramon (Luciano Andrey), sobrevivente de um ataque praticado por homofóbicos em um bar gay, com Amélia (Tania Bondezan), uma severa professora de canto, que também tem sua história ligada a esse trágico evento. Os personagens vão revelando detalhes de seus passados que se entrelaçam como num quebra-cabeças.

“A obra me encantou de tal maneira que, enquanto lia o texto pela primeira vez, parecia que aquelas palavras cabiam na minha boca, como se eu tivesse vivido tudo aquilo. Foi amor à primeira vista. Minha personagem Amélia, que, por coincidência, é o nome da minha mãe, é uma mulher severa e sofrida, sobrevivente de uma tragédia. A vida foi mais generosa comigo, mas somos ambas mães que amam e protegem suas crias, que tentam acertar e carregam culpa o tempo todo, o que nos aproxima. Representá-la é um exercício de mergulhar nas minhas emoções”, conta Tania.

O espetáculo trata de temas universais e isto é o que mais fascinou o ator Luciano Andrey. “O texto poderia se passar em qualquer grande cidade do mundo. Os temas que ele trata – sem maniqueísmos – são absolutamente pertinentes ao momento atual. Expõe o ponto de vista completamente distinto de dois personagens sobre determinado fato, mas sem julgamentos”, analisa.

A Golondrina – Teatro – Auditório do Masp – Avenida Paulista, 1.578. Até 8 de setembro, de sexta e sábado, às 21h; e aos domingos, às 19h. Ingr.: R$60 (R$ 30 meia-entrada).  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘A Golondrina’ faz nova temporada a partir de amanhã no Masp

Peça é inspirada no ataque homofóbico que aconteceu em Orlando

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

11/07/2019 | 07:39


Em junho de 2016, os norte-americanos ficaram chocado com um dos maiores ataques terroristas sofridos no país, neste caso em na cidade de Orlando. Um fundamentalista islâmico entrou na boate LGBT Pulse e matou 50 pessoas – outras 53 ficaram feridas. O ocorrido serviu de inspiração para a peça A Golondrina, que tem nova temporada a partir de amanhã, às 21h, no Auditório do Masp. A direção é de Gabriel Fontes Paiva e o texto é do espanhol Guillem Clua.

No palco é contada a história do encontro de Ramon (Luciano Andrey), sobrevivente de um ataque praticado por homofóbicos em um bar gay, com Amélia (Tania Bondezan), uma severa professora de canto, que também tem sua história ligada a esse trágico evento. Os personagens vão revelando detalhes de seus passados que se entrelaçam como num quebra-cabeças.

“A obra me encantou de tal maneira que, enquanto lia o texto pela primeira vez, parecia que aquelas palavras cabiam na minha boca, como se eu tivesse vivido tudo aquilo. Foi amor à primeira vista. Minha personagem Amélia, que, por coincidência, é o nome da minha mãe, é uma mulher severa e sofrida, sobrevivente de uma tragédia. A vida foi mais generosa comigo, mas somos ambas mães que amam e protegem suas crias, que tentam acertar e carregam culpa o tempo todo, o que nos aproxima. Representá-la é um exercício de mergulhar nas minhas emoções”, conta Tania.

O espetáculo trata de temas universais e isto é o que mais fascinou o ator Luciano Andrey. “O texto poderia se passar em qualquer grande cidade do mundo. Os temas que ele trata – sem maniqueísmos – são absolutamente pertinentes ao momento atual. Expõe o ponto de vista completamente distinto de dois personagens sobre determinado fato, mas sem julgamentos”, analisa.

A Golondrina – Teatro – Auditório do Masp – Avenida Paulista, 1.578. Até 8 de setembro, de sexta e sábado, às 21h; e aos domingos, às 19h. Ingr.: R$60 (R$ 30 meia-entrada).  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;