Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Anfavea: acordo com UE começa a influenciar investimentos de montadoras agora



04/07/2019 | 12:40


O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, acredita que o acordo entre Mercosul e União Europeia, embora só entre em vigor daqui dois ou três anos e conte com um período de 15 anos de transição até chegar ao livre comércio, começa a influenciar agora os investimentos das montadoras.

"Quando as montadoras planejam seus investimentos, elas levam em consideração ciclos de oito, dez anos. Então, com esse novo cenário, incluindo o acordo, as empresas vão decidir onde e como alocar seus acordos. Sendo assim, o acordo já começa a influenciar agora", explicou.

Moraes, inclusive, disse que o acordo não vai afetar somente o quadro de importações, mas também o de exportações. "Estamos considerando a hipótese firme de também exportar (para a União Europeia), mas para isso temos de atacar a competitividade, a corrida contra o tempo começou. Antes falávamos em competitividade, mas não tinha data, agora tem", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anfavea: acordo com UE começa a influenciar investimentos de montadoras agora


04/07/2019 | 12:40


O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, acredita que o acordo entre Mercosul e União Europeia, embora só entre em vigor daqui dois ou três anos e conte com um período de 15 anos de transição até chegar ao livre comércio, começa a influenciar agora os investimentos das montadoras.

"Quando as montadoras planejam seus investimentos, elas levam em consideração ciclos de oito, dez anos. Então, com esse novo cenário, incluindo o acordo, as empresas vão decidir onde e como alocar seus acordos. Sendo assim, o acordo já começa a influenciar agora", explicou.

Moraes, inclusive, disse que o acordo não vai afetar somente o quadro de importações, mas também o de exportações. "Estamos considerando a hipótese firme de também exportar (para a União Europeia), mas para isso temos de atacar a competitividade, a corrida contra o tempo começou. Antes falávamos em competitividade, mas não tinha data, agora tem", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;