Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Anfavea revisa projeção para exportação em unidades em 2019 para -28,5%



04/07/2019 | 11:31


O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, informou nesta quinta-feira, 4, que a associação cortou a projeção para a exportação de veículos em unidades, para uma queda de 28,5%. Antes, a estimativa era de recuo de 6,2%. Com a nova previsão, o volume exportado deverá ser de 450 mil unidades. A expectativa anterior representava o embarque de 590 mil unidades. A revisão é motivada pela crise da Argentina, principal destino das exportações brasileiras de veículos.

Apesar do corte na previsão para a exportação, a Anfavea manteve a projeção para a produção, com um aumento de 9%, para 3,14 milhões de unidades.

Moraes explicou que decidiu não cortar a previsão de produção porque acredita que o mercado interno pode compensar, no segundo semestre, as frustrações vistas até então no mercado externo. O movimento, ele avalia, depende da aprovação da reforma da Previdência, que daria mais confiança aos agentes econômicos. Mesmo assim, a previsão para o mercado interno está mantida em expansão de 11,4%, para 2,86 milhões de unidades.

"O primeiro semestre acabou, mas ainda temos o segundo tempo, que pode fazer com que o mercado interno termine o ano crescendo mais do que os 11% inicialmente projetados e podem compensar as 140 mil unidades que estamos perdendo na exportação. Tudo isso, no entanto, depende do Congresso", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anfavea revisa projeção para exportação em unidades em 2019 para -28,5%


04/07/2019 | 11:31


O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, informou nesta quinta-feira, 4, que a associação cortou a projeção para a exportação de veículos em unidades, para uma queda de 28,5%. Antes, a estimativa era de recuo de 6,2%. Com a nova previsão, o volume exportado deverá ser de 450 mil unidades. A expectativa anterior representava o embarque de 590 mil unidades. A revisão é motivada pela crise da Argentina, principal destino das exportações brasileiras de veículos.

Apesar do corte na previsão para a exportação, a Anfavea manteve a projeção para a produção, com um aumento de 9%, para 3,14 milhões de unidades.

Moraes explicou que decidiu não cortar a previsão de produção porque acredita que o mercado interno pode compensar, no segundo semestre, as frustrações vistas até então no mercado externo. O movimento, ele avalia, depende da aprovação da reforma da Previdência, que daria mais confiança aos agentes econômicos. Mesmo assim, a previsão para o mercado interno está mantida em expansão de 11,4%, para 2,86 milhões de unidades.

"O primeiro semestre acabou, mas ainda temos o segundo tempo, que pode fazer com que o mercado interno termine o ano crescendo mais do que os 11% inicialmente projetados e podem compensar as 140 mil unidades que estamos perdendo na exportação. Tudo isso, no entanto, depende do Congresso", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;