Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Navio suspeito de transportar petróleo para Síria é detido na costa de Gibraltar

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/07/2019 | 07:18


Um navio suspeito de levar petróleo para a Síria foi interceptado nesta quinta-feira, 4, na costa de Gibraltar, segundo o governo do território britânico. A ação, se comprovada, viola as sanções europeias contra a Síria.

Em um comunicado, o governo disse que tinha motivos razoáveis para acreditar que a embarcação Grace 1 transportava carregamento de petróleo bruto para a refinaria de Banyas, na Síria. "Essa refinaria é propriedade de uma entidade sujeita às sanções da União Europeia contra a Síria", disse o chefe do governo de Gibraltar, Fabian Picardo.

Segundo ele, com o seu consentimento, as "agências portuárias e de aplicação da lei buscaram a assistência dos fuzileiros navais na realização da operação." O governo publicou regulamentações na quarta-feira, 3, para impor as sanções contra a embarcação e sua carga.

As sanções europeias contra a Síria, adotadas no final de 2011 e prorrogadas em maio até 1º de junho de 2020, incluem um embargo ao petróleo. (Com agências internacionais).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Navio suspeito de transportar petróleo para Síria é detido na costa de Gibraltar


04/07/2019 | 07:18


Um navio suspeito de levar petróleo para a Síria foi interceptado nesta quinta-feira, 4, na costa de Gibraltar, segundo o governo do território britânico. A ação, se comprovada, viola as sanções europeias contra a Síria.

Em um comunicado, o governo disse que tinha motivos razoáveis para acreditar que a embarcação Grace 1 transportava carregamento de petróleo bruto para a refinaria de Banyas, na Síria. "Essa refinaria é propriedade de uma entidade sujeita às sanções da União Europeia contra a Síria", disse o chefe do governo de Gibraltar, Fabian Picardo.

Segundo ele, com o seu consentimento, as "agências portuárias e de aplicação da lei buscaram a assistência dos fuzileiros navais na realização da operação." O governo publicou regulamentações na quarta-feira, 3, para impor as sanções contra a embarcação e sua carga.

As sanções europeias contra a Síria, adotadas no final de 2011 e prorrogadas em maio até 1º de junho de 2020, incluem um embargo ao petróleo. (Com agências internacionais).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;