Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano atualiza plano de arborização

Prefeito José Auricchio Júnior promete iniciar programa de plantio na cidade até dezembro


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

04/07/2019 | 08:54


 A Prefeitura de São Caetano publicou ontem no Diário Oficial a atualização do plano de arborização urbana da cidade, que era de 2011. A Lei 5.760, de 1º de julho de 2019, substitui as legislações antigas sobre o tema e define diretrizes de planejamento, implantação e manejo das árvores. As novas regras passaram a valer ontem. A promessa da gestão é iniciar programa de plantio neste semestre.

Segundo o responsável pela divisão de desenvolvimento ambiental do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental), o engenheiro florestal Rogério Alvarenga, o novo projeto é uma revisão ampliada de antigas leis sobre o assunto. “A partir dessa tendência de ampliar as leis que já existiam surgiu o novo plano diretor de arborização. Desde 2011, tínhamos dificuldade grande, pois havia muitas leis juntas”, comenta ele, que contou com o apoio de técnicos do Condema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) para viabilizar a legislação.

Para o engenheiro, a cidade precisava de “modelo mais objetivo” para determinar a presença de árvores em espaços públicos, como onde e como plantar, por exemplo.

Entre as regras estabelecidas pela nova legislação estão o plantio de árvore de pequeno porte em calçadas que dão suporte à rede elétrica ou em passagens com largura igual ou superior a 1,50 metro. Também deverão ser respeitados espaçamentos mínimos entre as espécies arbóreas e elementos urbanos (veja arte acima). “Sempre aparecem novos casos e ideias. Daqui dois ou três anos será necessário atualizar a lei”, ressalta.

Conforme o plano de arborização urbana, está proibido o plantio de espécies como araucárias. eucaliptos, mangueiras, palmeiras e paineiras. Entre as árvores de pequeno porte – adequadas para calçadas com fiação elétrica, comércios e edificações lindeiras – estão liberados cambuci, ipê-amarelo-paulista, quaresmeira-rosa e manacá, por exemplo. No caso das vegetações de médio porte – possíveis em calçadas amplas com mais de 2 metros de largura sem fiação elétrica –, são adequadas canela, copaíba e pau-brasil. Já as áreas livres, parques, praças e próprios municipais poderão receber desde mogno e peroba-rosa até umbuzeiro e jatobá.

Para o prefeito de São Caetano José Auricchio (PSDB), a nova lei é um instrumento ambiental urbanístico importante para a cidade. “Não tínhamos um plano desse jeito. Vamos iniciar um programa intenso de plantio de árvores e esse plano será fundamental para nos direcionar. Não é só plantar, é necessário tratar também”, completa.

Não foram informados, entretanto, investimento e cronograma do projeto de plantio municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano atualiza plano de arborização

Prefeito José Auricchio Júnior promete iniciar programa de plantio na cidade até dezembro

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

04/07/2019 | 08:54


 A Prefeitura de São Caetano publicou ontem no Diário Oficial a atualização do plano de arborização urbana da cidade, que era de 2011. A Lei 5.760, de 1º de julho de 2019, substitui as legislações antigas sobre o tema e define diretrizes de planejamento, implantação e manejo das árvores. As novas regras passaram a valer ontem. A promessa da gestão é iniciar programa de plantio neste semestre.

Segundo o responsável pela divisão de desenvolvimento ambiental do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental), o engenheiro florestal Rogério Alvarenga, o novo projeto é uma revisão ampliada de antigas leis sobre o assunto. “A partir dessa tendência de ampliar as leis que já existiam surgiu o novo plano diretor de arborização. Desde 2011, tínhamos dificuldade grande, pois havia muitas leis juntas”, comenta ele, que contou com o apoio de técnicos do Condema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) para viabilizar a legislação.

Para o engenheiro, a cidade precisava de “modelo mais objetivo” para determinar a presença de árvores em espaços públicos, como onde e como plantar, por exemplo.

Entre as regras estabelecidas pela nova legislação estão o plantio de árvore de pequeno porte em calçadas que dão suporte à rede elétrica ou em passagens com largura igual ou superior a 1,50 metro. Também deverão ser respeitados espaçamentos mínimos entre as espécies arbóreas e elementos urbanos (veja arte acima). “Sempre aparecem novos casos e ideias. Daqui dois ou três anos será necessário atualizar a lei”, ressalta.

Conforme o plano de arborização urbana, está proibido o plantio de espécies como araucárias. eucaliptos, mangueiras, palmeiras e paineiras. Entre as árvores de pequeno porte – adequadas para calçadas com fiação elétrica, comércios e edificações lindeiras – estão liberados cambuci, ipê-amarelo-paulista, quaresmeira-rosa e manacá, por exemplo. No caso das vegetações de médio porte – possíveis em calçadas amplas com mais de 2 metros de largura sem fiação elétrica –, são adequadas canela, copaíba e pau-brasil. Já as áreas livres, parques, praças e próprios municipais poderão receber desde mogno e peroba-rosa até umbuzeiro e jatobá.

Para o prefeito de São Caetano José Auricchio (PSDB), a nova lei é um instrumento ambiental urbanístico importante para a cidade. “Não tínhamos um plano desse jeito. Vamos iniciar um programa intenso de plantio de árvores e esse plano será fundamental para nos direcionar. Não é só plantar, é necessário tratar também”, completa.

Não foram informados, entretanto, investimento e cronograma do projeto de plantio municipal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;