Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Motoristas de aplicativo protestam após morte de colega

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Wilson Dias de Souza, 62, foi assassinado no fim de semana; criminosos confessaram crime


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

03/07/2019 | 09:09


Carreata com pelo menos 50 veículos, conduzidos por motoristas de aplicativos de transporte individual, percorreu as ruas de Mauá na manhã de ontem em protesto contra a morte de Wilson Dias de Souza, 62 anos, assassinado no fim de semana. Profissional da área há dois anos, ele estava desaparecido desde sábado à noite – o corpo foi encontrado no domingo, em Ribeirão Pires.

Além de um tiro nas costas, o homem também sofreu lesões faciais. Souza estava vestido, porém descalço e sem documentos. O veículo da vítima foi encontrado no sábado, em Mauá, cidade onde morava. Pai de três filhos e avô de três netos, o motorista também teve todos os pertences roubados.

A carreata partiu do Cemitério Vale dos Pinheirais, no Jardim Primavera, passou pela Câmara Municipal, no Centro, e seguiu, pela Avenida Barão de Mauá, até o bairro Itapark. Viaturas da GCM (Guarda Civil Municipal) e do departamento de trânsito da cidade deram suporte durante a ação.

O CRIME

Apesar de os criminosos terem roubado o veículo e pertences da vítima, a ocorrência foi registrada como homicídio simples. Os responsáveis – Gabriel Ferreira da Silva, 20, e Sidnei Santos de Lima, 33, – foram presos na manhã de ontem, após o depoimento do passageiro que estava no carro de Souza durante o crime, e confessaram a ação. 

De acordo com a polícia, o motorista de aplicativo foi acionado para levar dois passageiros da Rua Pernambuco, em Mauá, até Ribeirão Pires. Durante a corrida, ele estava acompanhado por uma pessoa cuja identidade não foi revelada pela polícia para protegê-la. 

Ao chegarem na Estrada Sapopemba, a dupla anunciou o assalto. A testemunha foi colocada no porta-malas, um dos criminosos assumiu a direção do veículo e o outro manteve Souza como refém no banco de trás. Do porta-malas, a segunda vítima diz que conseguiu ouvir quando o veículo foi estacionado e Souza foi executado. A testemunha conta, ainda, que os criminosos consumiram drogas após o ato e, depois, a levaram de para casa, sob ameaça.

Policiais do 3º DP (Vila São João) destacaram que, durante o cumprimento dos mandados de busca domiciliar, encontraram a arma de fogo do tipo escopeta calibre 12 usada para matar Souza. O veículo roubado também foi localizado pelos investigadores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Motoristas de aplicativo protestam após morte de colega

Wilson Dias de Souza, 62, foi assassinado no fim de semana; criminosos confessaram crime

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

03/07/2019 | 09:09


Carreata com pelo menos 50 veículos, conduzidos por motoristas de aplicativos de transporte individual, percorreu as ruas de Mauá na manhã de ontem em protesto contra a morte de Wilson Dias de Souza, 62 anos, assassinado no fim de semana. Profissional da área há dois anos, ele estava desaparecido desde sábado à noite – o corpo foi encontrado no domingo, em Ribeirão Pires.

Além de um tiro nas costas, o homem também sofreu lesões faciais. Souza estava vestido, porém descalço e sem documentos. O veículo da vítima foi encontrado no sábado, em Mauá, cidade onde morava. Pai de três filhos e avô de três netos, o motorista também teve todos os pertences roubados.

A carreata partiu do Cemitério Vale dos Pinheirais, no Jardim Primavera, passou pela Câmara Municipal, no Centro, e seguiu, pela Avenida Barão de Mauá, até o bairro Itapark. Viaturas da GCM (Guarda Civil Municipal) e do departamento de trânsito da cidade deram suporte durante a ação.

O CRIME

Apesar de os criminosos terem roubado o veículo e pertences da vítima, a ocorrência foi registrada como homicídio simples. Os responsáveis – Gabriel Ferreira da Silva, 20, e Sidnei Santos de Lima, 33, – foram presos na manhã de ontem, após o depoimento do passageiro que estava no carro de Souza durante o crime, e confessaram a ação. 

De acordo com a polícia, o motorista de aplicativo foi acionado para levar dois passageiros da Rua Pernambuco, em Mauá, até Ribeirão Pires. Durante a corrida, ele estava acompanhado por uma pessoa cuja identidade não foi revelada pela polícia para protegê-la. 

Ao chegarem na Estrada Sapopemba, a dupla anunciou o assalto. A testemunha foi colocada no porta-malas, um dos criminosos assumiu a direção do veículo e o outro manteve Souza como refém no banco de trás. Do porta-malas, a segunda vítima diz que conseguiu ouvir quando o veículo foi estacionado e Souza foi executado. A testemunha conta, ainda, que os criminosos consumiram drogas após o ato e, depois, a levaram de para casa, sob ameaça.

Policiais do 3º DP (Vila São João) destacaram que, durante o cumprimento dos mandados de busca domiciliar, encontraram a arma de fogo do tipo escopeta calibre 12 usada para matar Souza. O veículo roubado também foi localizado pelos investigadores.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;