Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

França diz não estar pronta para ratificar acordo UE-Mercosul

Divulgação/Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


02/07/2019 | 08:50


A porta-voz do governo da França, Sibeth Ndiaye, afirmou nesta terça-feira, 2, que, "por ora", o país não está "pronto" para ratificar o acordo comercial concluído na última sexta-feira entre a União Europeia e o Mercosul.

"Não posso dizer, hoje, que vamos ratificar" o tratado de livre-comércio, disse ela em entrevista à emissora BFM. "Vamos olhá-lo em detalhe e, em função (desses detalhes), decidir."

Não ficou claro nas declarações de Ndiaye, contudo, de que forma Paris poderia bloquear o processo de ratificação do acordo.

O trâmite passa obrigatoriamente pelo Parlamento Europeu, mas ainda parece estar aberta a discussão sobre se os legislativos nacionais e regionais dos Estados-membros da União Europeia entrariam na jogada.

No dia em que as negociações foram concluídas, em Bruxelas, um encontro do presidente Jair Bolsonaro com o presidente da França, Emmanuel Macron, às margens do G20, no Japão, foi dado como decisivo para destravar a resistência do país europeu, atribuída principalmente à exigência por compromissos do governo do Brasil com a permanência no Acordo Climático de Paris e o combate ao desmatamento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

França diz não estar pronta para ratificar acordo UE-Mercosul


02/07/2019 | 08:50


A porta-voz do governo da França, Sibeth Ndiaye, afirmou nesta terça-feira, 2, que, "por ora", o país não está "pronto" para ratificar o acordo comercial concluído na última sexta-feira entre a União Europeia e o Mercosul.

"Não posso dizer, hoje, que vamos ratificar" o tratado de livre-comércio, disse ela em entrevista à emissora BFM. "Vamos olhá-lo em detalhe e, em função (desses detalhes), decidir."

Não ficou claro nas declarações de Ndiaye, contudo, de que forma Paris poderia bloquear o processo de ratificação do acordo.

O trâmite passa obrigatoriamente pelo Parlamento Europeu, mas ainda parece estar aberta a discussão sobre se os legislativos nacionais e regionais dos Estados-membros da União Europeia entrariam na jogada.

No dia em que as negociações foram concluídas, em Bruxelas, um encontro do presidente Jair Bolsonaro com o presidente da França, Emmanuel Macron, às margens do G20, no Japão, foi dado como decisivo para destravar a resistência do país europeu, atribuída principalmente à exigência por compromissos do governo do Brasil com a permanência no Acordo Climático de Paris e o combate ao desmatamento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;