Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bancada regional se posiciona por projeto original da Linha 18

Arquivo/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

26/06/2019 | 07:15


Pela primeira vez, a bancada de deputados estaduais do Grande ABC, composta por seis integrantes, se posicionou integralmente de que projeto original da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutra), que visa ligar o Grande ABC à Capital, por monotrilho, seria a melhor alternativa para a região. Em dia em que o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, compareceu à Assembleia Legislativa, a líder do PSDB – partido do governador João Doria – no Parlamento, Carla Morando, reconheceu que a “melhor coisa para nós seria o Metrô”.

Baldy falou sobre “o desejo” da Linha 18 em audiência de prestação de contas da pasta. Cinco dos seis deputados da região estiveram presentes, com exceção de Márcio da Farmácia (Podemos). Carla era a única parlamentar que se mostrava reticente em fazer declarações em razão da proximidade com Doria. Ontem, contudo, revelou preferência no caso, embora tenha ponderado que estudo técnico, em fase final de conclusão na pasta, irá apontar a proposta viável.

“Não tenho a menor dúvida que, se pudesse escolher, eu escolheria o Metrô. Agora, não podemos começar um projeto e depois ficar no meio do caminho. A população prefere o Metrô? Claro, mas prefere também que termine (a construção). Não adianta falar que vai fazer Metrô, para tudo e fica obra inacabada”, disse a tucana. “O BRT (sistema de ônibus de alta velocidade, na sigla em inglês) também não sou muito favorável, mas eles (técnicos) mostram que não é corredor de trólebus, que é muito mais ágil (do que ônibus convencional). Os modelos mundiais apresentados transportam praticamente a mesma quantidade de pessoas que o Metrô.”

Doria deve convidar os prefeitos do Grande ABC, em reunião possivelmente no próprio Palácio dos Bandeirantes, no início da próxima semana para fazer o anúncio do resultado do estudo técnico, que será apresentado a ele até o dia 30. O contrato com o Consórcio Vem ABC foi assinado em 2014, mas não houve até agora concretização de plano para financiar as desapropriações, parte que cabe ao Estado, no valor de R$ 600 milhões. Mulher do chefe do Executivo de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), Carla falou que o saldo do levantamento técnico ainda é “incógnita” também para ela. “Tenho acompanhado todas as reuniões, visto os estudos, porém ainda sem os resultados.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bancada regional se posiciona por projeto original da Linha 18

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

26/06/2019 | 07:15


Pela primeira vez, a bancada de deputados estaduais do Grande ABC, composta por seis integrantes, se posicionou integralmente de que projeto original da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutra), que visa ligar o Grande ABC à Capital, por monotrilho, seria a melhor alternativa para a região. Em dia em que o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Alexandre Baldy, compareceu à Assembleia Legislativa, a líder do PSDB – partido do governador João Doria – no Parlamento, Carla Morando, reconheceu que a “melhor coisa para nós seria o Metrô”.

Baldy falou sobre “o desejo” da Linha 18 em audiência de prestação de contas da pasta. Cinco dos seis deputados da região estiveram presentes, com exceção de Márcio da Farmácia (Podemos). Carla era a única parlamentar que se mostrava reticente em fazer declarações em razão da proximidade com Doria. Ontem, contudo, revelou preferência no caso, embora tenha ponderado que estudo técnico, em fase final de conclusão na pasta, irá apontar a proposta viável.

“Não tenho a menor dúvida que, se pudesse escolher, eu escolheria o Metrô. Agora, não podemos começar um projeto e depois ficar no meio do caminho. A população prefere o Metrô? Claro, mas prefere também que termine (a construção). Não adianta falar que vai fazer Metrô, para tudo e fica obra inacabada”, disse a tucana. “O BRT (sistema de ônibus de alta velocidade, na sigla em inglês) também não sou muito favorável, mas eles (técnicos) mostram que não é corredor de trólebus, que é muito mais ágil (do que ônibus convencional). Os modelos mundiais apresentados transportam praticamente a mesma quantidade de pessoas que o Metrô.”

Doria deve convidar os prefeitos do Grande ABC, em reunião possivelmente no próprio Palácio dos Bandeirantes, no início da próxima semana para fazer o anúncio do resultado do estudo técnico, que será apresentado a ele até o dia 30. O contrato com o Consórcio Vem ABC foi assinado em 2014, mas não houve até agora concretização de plano para financiar as desapropriações, parte que cabe ao Estado, no valor de R$ 600 milhões. Mulher do chefe do Executivo de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), Carla falou que o saldo do levantamento técnico ainda é “incógnita” também para ela. “Tenho acompanhado todas as reuniões, visto os estudos, porém ainda sem os resultados.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;