Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Maia: Projeto de lei sobre posse de armas será votado pelo plenário em agosto



25/06/2019 | 18:58


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira, 25, que o projeto de lei que o governo encaminhará ao Congresso sobre posse de armas será votado pelo plenário da Casa em agosto. Ele afirmou que o cronograma foi combinado com o presidente Jair Bolsonaro.

Maia afirmou também que o presidente deve refazer um dos decretos publicados hoje para retomar um decreto que existiu em 2004, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tratava do porte de armas.

Bolsonaro revogou nesta tarde o decreto que editou em maio para flexibilizar a posse e o porte de armas no País. Ele decidiu também enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei para tratar de registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição e também sobre o Sistema Nacional de Armas (Sinarm). Os atos estão formalizados em edição extra do Diário Oficial.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maia: Projeto de lei sobre posse de armas será votado pelo plenário em agosto


25/06/2019 | 18:58


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira, 25, que o projeto de lei que o governo encaminhará ao Congresso sobre posse de armas será votado pelo plenário da Casa em agosto. Ele afirmou que o cronograma foi combinado com o presidente Jair Bolsonaro.

Maia afirmou também que o presidente deve refazer um dos decretos publicados hoje para retomar um decreto que existiu em 2004, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tratava do porte de armas.

Bolsonaro revogou nesta tarde o decreto que editou em maio para flexibilizar a posse e o porte de armas no País. Ele decidiu também enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei para tratar de registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição e também sobre o Sistema Nacional de Armas (Sinarm). Os atos estão formalizados em edição extra do Diário Oficial.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;