Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsa espelha queda no exterior e aproveita para realizar lucro

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


25/06/2019 | 11:19


Os ativos do mercado financeiro local oscilam perto da estabilidade, com os investidores aproveitando para embolsar ganhos recentes. O Ibovespa abriu e se mantém em queda enquanto do dólar aponta alta bastante moderada. Às 10h30, o índice à vista tinha queda de 0,21%, aos 101.848,45 pontos e a moeda americana no segmento à vista subia 0,14%, cotada a R$ 3,83.

Internamente, os investidores monitoram a sessão iniciada há pouco na Comissão Especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para a Previdência. É o terceiro dia de debate desde que o relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou seu texto substitutivo à proposta.

Existem ao menos 70 deputados inscritos para falar, de uma lista que começou com 155 nomes. Além desses parlamentares já registrados, líderes partidários também podem pedir a palavra a qualquer momento no debate e engrossar a relação. Há pouco, o presidente do colegiado, Marcelo Ramos (PL-AM), disse esperar que a discussão se encerre hoje.

"Existe a dúvida, sim, se a aprovação será antes ou depois do recesso. Com a desculpa de votar para as bases diante das festas, não teria quórum para votar em plenário", ressalta Luiz Mariano De Rosa, sócio da Improve Investimentos. "Deixando a reforma para depois, atrasa várias coisas e teremos mais uma interrogação sobre a economia no segundo semestre."

Pouco antes do fechamento deste texto, a B3 informou que os investidores estrangeiros retiraram R$ 347,916 milhões da bolsa na última sexta-feira, dia 21. Em junho, o saldo de capital estrangeiro virou e agora está negativo em R$ 48,789 milhões, resultado de compras de R$ 103,544 bilhões e vendas de R$ 103,593 bilhões. Em 2019, o saldo acumulado de capital estrangeiro na Bolsa segue negativo em R$ 3,703 bilhões.

No exterior, as bolsas de Nova York abriram sem direção única e perto da estabilidade, com cautela de investidores ainda em um cenário de incertezas sobre os acertos que podem vir na guerra comercial dos Estados Unidos e China, além das tensões geopolítica de Washington com Irã.

No plano corporativo, será fixa hoje o preço da ação no follow on para a venda dos papéis ordinários da Petrobras que a Caixa está oferecendo no mercado. De acordo com apuração do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a demanda ultrapassou em duas vezes a oferta, que deverá movimentar mais de R$ 7 bilhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsa espelha queda no exterior e aproveita para realizar lucro


25/06/2019 | 11:19


Os ativos do mercado financeiro local oscilam perto da estabilidade, com os investidores aproveitando para embolsar ganhos recentes. O Ibovespa abriu e se mantém em queda enquanto do dólar aponta alta bastante moderada. Às 10h30, o índice à vista tinha queda de 0,21%, aos 101.848,45 pontos e a moeda americana no segmento à vista subia 0,14%, cotada a R$ 3,83.

Internamente, os investidores monitoram a sessão iniciada há pouco na Comissão Especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para a Previdência. É o terceiro dia de debate desde que o relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou seu texto substitutivo à proposta.

Existem ao menos 70 deputados inscritos para falar, de uma lista que começou com 155 nomes. Além desses parlamentares já registrados, líderes partidários também podem pedir a palavra a qualquer momento no debate e engrossar a relação. Há pouco, o presidente do colegiado, Marcelo Ramos (PL-AM), disse esperar que a discussão se encerre hoje.

"Existe a dúvida, sim, se a aprovação será antes ou depois do recesso. Com a desculpa de votar para as bases diante das festas, não teria quórum para votar em plenário", ressalta Luiz Mariano De Rosa, sócio da Improve Investimentos. "Deixando a reforma para depois, atrasa várias coisas e teremos mais uma interrogação sobre a economia no segundo semestre."

Pouco antes do fechamento deste texto, a B3 informou que os investidores estrangeiros retiraram R$ 347,916 milhões da bolsa na última sexta-feira, dia 21. Em junho, o saldo de capital estrangeiro virou e agora está negativo em R$ 48,789 milhões, resultado de compras de R$ 103,544 bilhões e vendas de R$ 103,593 bilhões. Em 2019, o saldo acumulado de capital estrangeiro na Bolsa segue negativo em R$ 3,703 bilhões.

No exterior, as bolsas de Nova York abriram sem direção única e perto da estabilidade, com cautela de investidores ainda em um cenário de incertezas sobre os acertos que podem vir na guerra comercial dos Estados Unidos e China, além das tensões geopolítica de Washington com Irã.

No plano corporativo, será fixa hoje o preço da ação no follow on para a venda dos papéis ordinários da Petrobras que a Caixa está oferecendo no mercado. De acordo com apuração do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a demanda ultrapassou em duas vezes a oferta, que deverá movimentar mais de R$ 7 bilhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;