Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Justiça ouve testemunhas de crime bárbaro em Bragança (SP)


Do Diário OnLine

09/02/2007 | 16:49


A Justiça de Bragança Paulista, interior de São Paulo, ouviu nesta sexta-feira os depoimentos de testemunhas de defesa e de acusação do caso em que quatro pessoas foram queimadas dentro de um carro, entre elas uma criança de 5 anos, em dezembro de 2006.

As testemunhas começaram a prestar os depoimentos às 9h no Fórum da cidade. Foram ouvidas sete testemunhas de defesa e sete de acusação. Em março, a Justiça espera ouvir outras três pessoas que não se apresentaram nesta sexta.

No mês de janeiro, os dois acusados do crime ficaram calados durante o primeiro interrogatório formal, realizado pela promotoria do Estado de São Paulo.

Mesmo podendo ter uma redução de pena caso confessem o crime perante a Justiça, Joabe Severino dos Santos, 36 anos, e Luis Fernando Pereira, 37, não responderam a nenhuma das perguntas feitas pelo juiz Marco Sestini.

Crime Dois assaltantes invadiram a casa de Eliana Faria da Silva, 32, com o objetivo de roubar o cofre da loja em que ela trabalhava como gerente. O marido de Eliana, Leandro, e o filho do casal, Vinícius, também foram feitos reféns.

Depois de render a família, os criminosos seguiram para a casa de uma funcionária da loja, Luciana Michele de Oliveira Dorta, e também a dominaram. Eles queriam de Luciana a chave do cofre da loja.

Após o roubo, os assaltantes colocaram as quatro vítimas dentro de um carro e atearam fogo no veículo. Eliana e Leandro, que estava no porta-malas, morreram na hora. Já Luciana conseguiu escapar e tirar a criança do meio das chamas.

O menino morreu dois dias depois. Ele teve 90% do corpo queimado e foi internado em estado grave no Hospital Universitário da USP (Universidade de São Paulo), mas não resistiu. Luciana faleceu após passar dez dias internada em estado grave, com queimaduras em 70% do corpo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;