Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Equipes se entendem sobre transição em Ribeirão Pires


Evandro De Marco
Especial para o Diário do Grande ABC

10/12/2004 | 09:03


Depois de mais de um mês de reuniões entre as equipes de transição de governo de Ribeirão Pires, finalmente a atual administração entregou todos os documentos e contratos aos representantes do prefeito eleito, Clóvis Volpi (PV), que tentam se preparar para assumir a Prefeitura em 1º de janeiro.

A atitude coincide com a bronca dada pelo futuro secretário de Administração e Governo, José Valentim Serafim, que reclamou da morosidade na entrega da papelada necessária para que o próximo prefeito tenha noção do que terá pela frente. "Hoje (quinta) rendeu o que não conseguimos em todas as outras reuniões. Apresentaram a relação dos contratos especificando empresas, valores e datas, além de documentos da área financeira."

O próximo secretário de Administração e Governo também tem outros motivos para comemorar. Serafim esteve nesta quinta com o atual titular da Pasta, Ronaldo Queródia, que o levou aos almoxarifados e ao departamento que ele assume no início do ano. "Ele (Ronaldo Queródia) me entregou a relação de funcionários efetivos e comissionados, e me apresentou às pessoas do departamento."

O último encontro entre as equipes acontece na próxima quinta-feira, e deverá tratar da demissão de comissionados. Dos 199 cargos permitidos pela reforma administrativa promovida em 2001, a atual administração utilizava aproximadamente 170 vagas, 50 dos quais já foram dispensados no fim de novembro e o restante se desliga até o dia 31 de dezembro, quando se encerra a gestão petista.

Livre acesso - A equipe de Volpi conseguiu outra vitória nesta transição. A chefe de gabinete da prefeita Maria Inês Soares (PT), Clara Pinon Nabeshima, deixou o caminho livre para os próximos secretários se encontrarem com seus respectivos antecessores, o que deve facilitar a passagem de bastão da administração municipal.

Até quarta-feira, qualquer encontro teria de ser intermediado pelo gabinete, mas agora os secretários estão livres para conversar sem a interferência do Executivo. "Não precisando passar pelo gabinete, fica bem mais fácil", afirma Serafim.

Nesta quinta à tarde foi a vez de o vice-prefeito eleito e futuro secretário de Saúde, Jorge Mitidiero (PL), se reunir com Ricardo Carajeleascow, a quem vai substituir a partir do início de 2005.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;