Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Prefeito de Camaragibe é preso por suspeita de fraude e organização criminosa



20/06/2019 | 10:06


O prefeito de Camaragibe (PE), Demóstenes Meira (PTB), foi preso na manhã desta quinta-feira, 20, durante a Operação Harpalo II", organizada pela Polícia Civil de Pernambuco. O petebista é investigado por corrupção, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A investigação começou em dezembro de 2018, com objetivo de prender integrantes de organizações criminosas.

Durante a operação, foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva. Foram presos, além do prefeito (que teve também afastamento cautelar do cargo), o empresário Severino Ramos da Silva; a esposa do empresário, Luciana Maria da Silva, e o empresário Carlos Augusto e sua esposa, Joelma Soares.

Ao todo, 40 policiais civis participaram da ação. No dia 18 de fevereiro, o Ministério Público de Pernambuco abriu procedimentos para apurar possíveis atos de improbidade administrativa do prefeito Demóstenes Meira. Em áudios enviados pelo WhatsApp, Demóstenes Meira ordenou que os funcionários comissionados comparecessem ao bloco de carnaval Canário Elétrico, no dia 17, no qual sua noiva, a secretária municipal da Ação Social, Taty Dantas, cantaria. Camaragibe fica na região metropolitana do Recife. A cidade tem cerca de 150 mil habitantes.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, mas não obteve retorno.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeito de Camaragibe é preso por suspeita de fraude e organização criminosa


20/06/2019 | 10:06


O prefeito de Camaragibe (PE), Demóstenes Meira (PTB), foi preso na manhã desta quinta-feira, 20, durante a Operação Harpalo II", organizada pela Polícia Civil de Pernambuco. O petebista é investigado por corrupção, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A investigação começou em dezembro de 2018, com objetivo de prender integrantes de organizações criminosas.

Durante a operação, foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva. Foram presos, além do prefeito (que teve também afastamento cautelar do cargo), o empresário Severino Ramos da Silva; a esposa do empresário, Luciana Maria da Silva, e o empresário Carlos Augusto e sua esposa, Joelma Soares.

Ao todo, 40 policiais civis participaram da ação. No dia 18 de fevereiro, o Ministério Público de Pernambuco abriu procedimentos para apurar possíveis atos de improbidade administrativa do prefeito Demóstenes Meira. Em áudios enviados pelo WhatsApp, Demóstenes Meira ordenou que os funcionários comissionados comparecessem ao bloco de carnaval Canário Elétrico, no dia 17, no qual sua noiva, a secretária municipal da Ação Social, Taty Dantas, cantaria. Camaragibe fica na região metropolitana do Recife. A cidade tem cerca de 150 mil habitantes.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, mas não obteve retorno.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;