Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Câmara deverá votar projeto que derruba decreto de armas na próxima semana



19/06/2019 | 20:48


A Câmara dos Deputados deverá votar na próxima semana, em plenário, os projetos de decreto legislativo, já aprovados pelo Senado, que derrubam o decreto que flexibiliza o porte de armas editado pelo presidente Jair Bolsonaro. O líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que os textos, que serão votados em bloco, deverão ser pautados na terça,25, ou quarta,26.

"Acho difícil contrariar a decisão do Senado", disse o deputado ao ser questionado sobre como a Camara deve votar a questão. Ele, no entanto, afirmou que a Casa pode transferir parte das regras contidas no decreto para projetos de lei em tramitação no Congresso. Uma das principais queixas dos parlamentares, mesmo os favoráveis à flexibilização das regras, é que o tema não foi discutido com o Parlamento.

O líder do PL, Wellington Roberto (PB), também afirmou que o tema deve ser analisado na próxima semana. Os dois participaram de uma reunião na residência oficial da Câmara no início da noite. Estiveram presentes também o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e líderes do chamado Centrão, bloco informal composto por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara deverá votar projeto que derruba decreto de armas na próxima semana


19/06/2019 | 20:48


A Câmara dos Deputados deverá votar na próxima semana, em plenário, os projetos de decreto legislativo, já aprovados pelo Senado, que derrubam o decreto que flexibiliza o porte de armas editado pelo presidente Jair Bolsonaro. O líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que os textos, que serão votados em bloco, deverão ser pautados na terça,25, ou quarta,26.

"Acho difícil contrariar a decisão do Senado", disse o deputado ao ser questionado sobre como a Camara deve votar a questão. Ele, no entanto, afirmou que a Casa pode transferir parte das regras contidas no decreto para projetos de lei em tramitação no Congresso. Uma das principais queixas dos parlamentares, mesmo os favoráveis à flexibilização das regras, é que o tema não foi discutido com o Parlamento.

O líder do PL, Wellington Roberto (PB), também afirmou que o tema deve ser analisado na próxima semana. Os dois participaram de uma reunião na residência oficial da Câmara no início da noite. Estiveram presentes também o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e líderes do chamado Centrão, bloco informal composto por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;