Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Produção de aço bruto tem queda de 1,5% de janeiro a maio



19/06/2019 | 18:56


A produção brasileira de aço bruto foi de 14 milhões de toneladas nos cinco primeiros meses do ano, representando uma queda de 1,5% em relação ao mesmo período de 2018, informou o Instituto Aço Brasil no relatório de maio. A produção de laminados, no mesmo período, foi de 9,4 milhões de toneladas, queda de 3,8% em relação ao registrado no mesmo acumulado de 2018.

Segundo o Iabr, as vendas internas de aço foram de 7,4 milhões de toneladas de janeiro a maio de 2019, o que representa um aumento de 4,6% quando comparada com igual período do ano anterior. O consumo aparente (total da produção adicionada das importações e subtraída das exportações) nacional de produtos siderúrgicos foi de 8,4 milhões de toneladas no acumulado até maio de 2019, o que representa uma expansão de 3,6% frente aos primeiros cinco meses de 2018.

"Um ponto de atenção está no fato de em maio do ano passado ter havido a greve dos caminhoneiros, o que deprimiu a base de comparação de todo o ano de 2018. Desta forma, as variações positivas das vendas internas e consumo aparente devem ser analisados tendo em vista essa distorção estatística", informou o Iabr.

Em relação somente ao mês de maio, a produção de aço bruto cresceu 2,9%, para 2,8 milhões de toneladas e a produção de laminados caiu 2,1%, para 2 milhões de toneladas.

As importações de maio somaram 232 mil toneladas e US$ 236 milhões, o que resulta em uma redução de 4,1% no volume e um aumento de 1,3% em valor na comparação com o registrado em maio de 2018. No acumulado do ano até maio, as importações de aço subiram 5,3%, para 1,1 milhão de toneladas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Produção de aço bruto tem queda de 1,5% de janeiro a maio


19/06/2019 | 18:56


A produção brasileira de aço bruto foi de 14 milhões de toneladas nos cinco primeiros meses do ano, representando uma queda de 1,5% em relação ao mesmo período de 2018, informou o Instituto Aço Brasil no relatório de maio. A produção de laminados, no mesmo período, foi de 9,4 milhões de toneladas, queda de 3,8% em relação ao registrado no mesmo acumulado de 2018.

Segundo o Iabr, as vendas internas de aço foram de 7,4 milhões de toneladas de janeiro a maio de 2019, o que representa um aumento de 4,6% quando comparada com igual período do ano anterior. O consumo aparente (total da produção adicionada das importações e subtraída das exportações) nacional de produtos siderúrgicos foi de 8,4 milhões de toneladas no acumulado até maio de 2019, o que representa uma expansão de 3,6% frente aos primeiros cinco meses de 2018.

"Um ponto de atenção está no fato de em maio do ano passado ter havido a greve dos caminhoneiros, o que deprimiu a base de comparação de todo o ano de 2018. Desta forma, as variações positivas das vendas internas e consumo aparente devem ser analisados tendo em vista essa distorção estatística", informou o Iabr.

Em relação somente ao mês de maio, a produção de aço bruto cresceu 2,9%, para 2,8 milhões de toneladas e a produção de laminados caiu 2,1%, para 2 milhões de toneladas.

As importações de maio somaram 232 mil toneladas e US$ 236 milhões, o que resulta em uma redução de 4,1% no volume e um aumento de 1,3% em valor na comparação com o registrado em maio de 2018. No acumulado do ano até maio, as importações de aço subiram 5,3%, para 1,1 milhão de toneladas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;