Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Moro nega no Senado conluio ou convergência com MP durante Operação Lava Jato



19/06/2019 | 10:01


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, negou nesta quarta-feira, 19, que tenha havido conluio ou convergência com investigadores enquanto era juiz da Lava Jato. O ministro deu a declaração no início da audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para esclarecer supostas mensagens trocadas entre ele e procuradores da operação.

Para se defender da acusação de que houve conluio, Moro apresentou dados sobre as ações e sentenças da Lava Jato. Por exemplo, citou que houve 45 sentenças judiciais e que o Ministério Público recorreu de 44, além de que 91 dos 298 pedidos de prisão foram indeferidos. "Se falou muito em conluio. Os dados são um indicativo de que não há convergência absoluta entre ministério Público e juízo ou entre polícia e juízo".

Moro começou sua fala inicial declarando que não tem "nada a esconder". "A ideia é esclarecer muito em torno do sensacionalismo criado em cima dessas notícias", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moro nega no Senado conluio ou convergência com MP durante Operação Lava Jato


19/06/2019 | 10:01


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, negou nesta quarta-feira, 19, que tenha havido conluio ou convergência com investigadores enquanto era juiz da Lava Jato. O ministro deu a declaração no início da audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para esclarecer supostas mensagens trocadas entre ele e procuradores da operação.

Para se defender da acusação de que houve conluio, Moro apresentou dados sobre as ações e sentenças da Lava Jato. Por exemplo, citou que houve 45 sentenças judiciais e que o Ministério Público recorreu de 44, além de que 91 dos 298 pedidos de prisão foram indeferidos. "Se falou muito em conluio. Os dados são um indicativo de que não há convergência absoluta entre ministério Público e juízo ou entre polícia e juízo".

Moro começou sua fala inicial declarando que não tem "nada a esconder". "A ideia é esclarecer muito em torno do sensacionalismo criado em cima dessas notícias", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;