Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Guerrero diz que Peru não terá medo contra o Brasil: 'Pensamos em ganhar'

Reprodução Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/06/2019 | 09:15


Com quatro pontos, a seleção do Peru está empatada com o Brasil na liderança do Grupo A da Copa América. Os dois países se enfrentarão neste sábado, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela rodada final da fase de grupos e o centroavante peruano Paolo Guerrero garante que a sua equipe, na luta pela classificação às quartas de final, não terá medo em campo contra os brasileiros.

"Com o Brasil, queremos jogar de igual para igual. Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas pensamos em ganhar o jogo", disse o artilheiro, que na terça-feira marcou um gol e deu assistência a outro na vitória do Peru sobre a Bolívia por 3 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

"Era importante para nós fazer um grande jogo nesses três primeiros. A gente vem da Copa do Mundo, jogamos contra grandes seleções. O time está mais encaixado, com mais experiência. Infelizmente contra a Venezuela não deu, mesmo com eles com 10 homens. Hoje (terça-feira) ganhamos", afirmou.

Guerrero sabe que terá muito trabalho neste sábado para bater a seleção brasileira do técnico Tite e elogiou bastante a dupla de zaga formada por Marquinhos e Thiago Silva, que atua junta no Paris Saint-Germain.

"Os dois são grandes zagueiros, além deles tem no banco também. Professor Tite já me conhece e sempre faz um sistema de jogo para eu não... Ele já sabe (risos). Eu não posso dizer porque ele vai saber, eu sei o que ele pode fazer. Mas, nada, professor, um grande abraço para você e muita sorte. Não posso falar, pergunta para ele o que ele faz, eu já escutei várias vezes de outros jogadores", comentou.

O centroavante aproveitou para mandar um recado descontraído ao seu treinador dos tempos de Corinthians, onde foram campeões mundiais em 2012. "Nós temos que fazer o nosso jogo. Recado para Tite, não põe um cara para me seguir o tempo todo, né (risos)? Pô, professor, faça o seu jogo normal, não bota um cara aí para correr atrás. Vai ser um jogo importante, bonito. A gente quer ganhar, lógico. Vamos fazer tudo, descansar, assistir ao jogo, ver o Brasil. Tomara que a gente ganhe porque precisamos classificar".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guerrero diz que Peru não terá medo contra o Brasil: 'Pensamos em ganhar'


19/06/2019 | 09:15


Com quatro pontos, a seleção do Peru está empatada com o Brasil na liderança do Grupo A da Copa América. Os dois países se enfrentarão neste sábado, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela rodada final da fase de grupos e o centroavante peruano Paolo Guerrero garante que a sua equipe, na luta pela classificação às quartas de final, não terá medo em campo contra os brasileiros.

"Com o Brasil, queremos jogar de igual para igual. Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas pensamos em ganhar o jogo", disse o artilheiro, que na terça-feira marcou um gol e deu assistência a outro na vitória do Peru sobre a Bolívia por 3 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

"Era importante para nós fazer um grande jogo nesses três primeiros. A gente vem da Copa do Mundo, jogamos contra grandes seleções. O time está mais encaixado, com mais experiência. Infelizmente contra a Venezuela não deu, mesmo com eles com 10 homens. Hoje (terça-feira) ganhamos", afirmou.

Guerrero sabe que terá muito trabalho neste sábado para bater a seleção brasileira do técnico Tite e elogiou bastante a dupla de zaga formada por Marquinhos e Thiago Silva, que atua junta no Paris Saint-Germain.

"Os dois são grandes zagueiros, além deles tem no banco também. Professor Tite já me conhece e sempre faz um sistema de jogo para eu não... Ele já sabe (risos). Eu não posso dizer porque ele vai saber, eu sei o que ele pode fazer. Mas, nada, professor, um grande abraço para você e muita sorte. Não posso falar, pergunta para ele o que ele faz, eu já escutei várias vezes de outros jogadores", comentou.

O centroavante aproveitou para mandar um recado descontraído ao seu treinador dos tempos de Corinthians, onde foram campeões mundiais em 2012. "Nós temos que fazer o nosso jogo. Recado para Tite, não põe um cara para me seguir o tempo todo, né (risos)? Pô, professor, faça o seu jogo normal, não bota um cara aí para correr atrás. Vai ser um jogo importante, bonito. A gente quer ganhar, lógico. Vamos fazer tudo, descansar, assistir ao jogo, ver o Brasil. Tomara que a gente ganhe porque precisamos classificar".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;