Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Marta faz história em classificação da Seleção feminina

Reprodução Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Brasil vence Itália por 1 a 0 e Rainha do Futebol se torna maior artilheira da história das Copas do Mundo, deixando Miroslav Klose para trás


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/06/2019 | 07:00


Marta entrou em campo ontem para encarar a Itália na terceira e última rodada da primeira fase da Copa do Mundo da França maquiada, com batom vinho que a destacava das demais jogadoras. Parecia que a Rainha do Futebol previa que a ocasião seria especial e, como tal, merecia algo diferente. Provavelmente tudo tenha saído como ela sonhou. A meia marcou, de pênalti, o gol da vitória por 1 a 0 que classificou o Brasil, chegou aos 17 em diferentes edições da competição e se tornou a maior artilheira dos Mundiais, com um a mais do que o alemão Miroslav Klose.

“Muito feliz pela vitória principalmente. Quebrar recordes é algo que acontece naturalmente quando se dedica e se trabalha com amor. Dedico às mulheres. A gente representa todas elas e busca fazer o nosso melhor sempre”, comentou Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo e que explicou a comemoração, quando simulou embalar um bebê. “A Thaisa falou comigo antes do jogo. Se eu fizesse o gol, era para comemorar para o primo dela e para a esposa, que estão grávidos”, justificou a meia.

O Grupo C teve três seleções com seis pontos, sendo que o Brasil foi o terceiro colocado, ficando atrás, nos critérios de desempate, de Itália e Austrália. O adversário da Seleção Brasileira nas oitavas de final ainda não está determinado, mas vai ser a Alemanha, no sábado, ou a França, no domingo.

Marta garante que está pronta para avançar com a Seleção Brasileira e seguir lutando pela igualdade de gênero. “Digo que a gente está quebrando barreiras. Em esporte que ainda é masculino para muitos, temos uma mulher como a maior artilheira das Copas”, enfatizou a meia, que mostrou que no País do futebol quem usa batom também é rainha. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marta faz história em classificação da Seleção feminina

Brasil vence Itália por 1 a 0 e Rainha do Futebol se torna maior artilheira da história das Copas do Mundo, deixando Miroslav Klose para trás

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/06/2019 | 07:00


Marta entrou em campo ontem para encarar a Itália na terceira e última rodada da primeira fase da Copa do Mundo da França maquiada, com batom vinho que a destacava das demais jogadoras. Parecia que a Rainha do Futebol previa que a ocasião seria especial e, como tal, merecia algo diferente. Provavelmente tudo tenha saído como ela sonhou. A meia marcou, de pênalti, o gol da vitória por 1 a 0 que classificou o Brasil, chegou aos 17 em diferentes edições da competição e se tornou a maior artilheira dos Mundiais, com um a mais do que o alemão Miroslav Klose.

“Muito feliz pela vitória principalmente. Quebrar recordes é algo que acontece naturalmente quando se dedica e se trabalha com amor. Dedico às mulheres. A gente representa todas elas e busca fazer o nosso melhor sempre”, comentou Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo e que explicou a comemoração, quando simulou embalar um bebê. “A Thaisa falou comigo antes do jogo. Se eu fizesse o gol, era para comemorar para o primo dela e para a esposa, que estão grávidos”, justificou a meia.

O Grupo C teve três seleções com seis pontos, sendo que o Brasil foi o terceiro colocado, ficando atrás, nos critérios de desempate, de Itália e Austrália. O adversário da Seleção Brasileira nas oitavas de final ainda não está determinado, mas vai ser a Alemanha, no sábado, ou a França, no domingo.

Marta garante que está pronta para avançar com a Seleção Brasileira e seguir lutando pela igualdade de gênero. “Digo que a gente está quebrando barreiras. Em esporte que ainda é masculino para muitos, temos uma mulher como a maior artilheira das Copas”, enfatizou a meia, que mostrou que no País do futebol quem usa batom também é rainha. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;