Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sto.André dá aval a R$ 60 mi para reformas

Legislativo deu crivo a favor de empréstimo que visa intervenções no Carlos Gomes e no museu


Fábio Martins
Do dgabc.com.br

19/06/2019 | 07:00


A Câmara de Santo André deu aval ontem, em primeira votação, ao projeto de lei que autoriza o governo Paulo Serra (PSDB) a contratar empréstimo junto à Caixa até o valor de R$ 60 milhões, no âmbito da linha de crédito da Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento na Modalidade Apoio Financeiro). Os recursos resultantes do financiamento serão aplicados obrigatoriamente na execução de obras de reforma e restauração de equipamentos culturais, além de intervenções de urbanização e criação de espaços pet em parques.

Metade dos valores relativos à operação de crédito se refere ao restauro de espaços culturais, como o Cine Teatro Carlos Gomes, principal do pacote devido ao longo período de paralisação, além de incluir o Teatro Conchita de Moraes, Teatro Municipal e o Museu de Santo André Doutor Octaviano Armando Gaiarsa. “Outras edificações também poderão ser beneficiadas com intervenções pontuais de manutenção. Trata-se de oportunidade única para podermos recuperar esses próprios públicos”, diz o texto do Paço. Da parcela restante, R$ 20 milhões estão previstos para pavimentação asfáltica.

A votação definitiva do projeto que autoriza o financiamento da Caixa deve acontecer na terça-feira, assim como a matéria que cria cargos de professores e auxiliares para quatro creches construídas pela Prefeitura (unidades do Cata Preta, Jardim do Mirante, Guaratinguetá, e Jardim Rina). São 88 vagas de professores da educação infantil e ensino fundamental, além de 112 postos de agente de desenvolvimento infantil, oito de auxiliares, 28 de merendeiras e 40 de serventes. Segundo o líder do governo, vereador Fábio Lopes (Cidadania), não há funções comissionadas. “São quatro creches que já foram inauguradas e que precisamos estruturá-las e assim possam entrar em funcionamento.”

ADIAMENTO - Em acordo interno, por outro lado, a casa adiou duas propostas constantes na ordem do dia. O primeiro diz respeito à revisão do Plano Diretor, que, ainda sem consenso, deve voltar a ser discutida em agosto, e o outro texto trata do HIS (Habitação de Interesse Social).  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;