Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Três fotógrafos brasileiros são presos na Venezuela



18/06/2019 | 20:08


Três fotógrafos brasileiros foram presos na segunda-feira na cidade venezuelana de Santa Elena de Uiarén após cruzarem a fronteira do Brasil com a Venezuela, informou nesta terça-feira a Comissão de Relações Fronteiriças da Assembleia Legislativa de Roraima.

Segundo informações, eles foram presos por agentes da Guarda Nacional venezuelana sob a alegação de que estariam espionando. Eles estavam usando um drone para fazer imagens sobre a crise na fronteira, aparentemente sobre uma área de segurança.

Luan José Soares Silva, Gabriel de Rezende e Diego da Silva Veras, que trabalham como freelancer, tiveram suas câmeras, lentes e outros equipamentos apreendidos, além do drone. Eles foram levados para um quartel em Santa Elena e, segundo Loide Gomes, assessora da Comissão de Relações Fronteiriças da Assembleia Legislativa de Roraima, poderiam ser soltos nesta mesma terça-feira.

A Comissão da Assembleia informou o Ministério das Relações Exteriores, o Consulado do Brasil na Venezuela, o Exército Brasileiro, através da Operação Acolhida, e o Consulado da Venezuela em Roraima, sobre o caso e pediu providências para que os fotógrafos regressem ao Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Três fotógrafos brasileiros são presos na Venezuela


18/06/2019 | 20:08


Três fotógrafos brasileiros foram presos na segunda-feira na cidade venezuelana de Santa Elena de Uiarén após cruzarem a fronteira do Brasil com a Venezuela, informou nesta terça-feira a Comissão de Relações Fronteiriças da Assembleia Legislativa de Roraima.

Segundo informações, eles foram presos por agentes da Guarda Nacional venezuelana sob a alegação de que estariam espionando. Eles estavam usando um drone para fazer imagens sobre a crise na fronteira, aparentemente sobre uma área de segurança.

Luan José Soares Silva, Gabriel de Rezende e Diego da Silva Veras, que trabalham como freelancer, tiveram suas câmeras, lentes e outros equipamentos apreendidos, além do drone. Eles foram levados para um quartel em Santa Elena e, segundo Loide Gomes, assessora da Comissão de Relações Fronteiriças da Assembleia Legislativa de Roraima, poderiam ser soltos nesta mesma terça-feira.

A Comissão da Assembleia informou o Ministério das Relações Exteriores, o Consulado do Brasil na Venezuela, o Exército Brasileiro, através da Operação Acolhida, e o Consulado da Venezuela em Roraima, sobre o caso e pediu providências para que os fotógrafos regressem ao Brasil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;