Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

The Supermãe comemora bodas de ouro

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Coletânea comemorativa da personagem tem curiosidades, esboços e textos inéditos


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

19/06/2019 | 07:14


Toda mãe que se preze é dotada de superpoderes. Mas a criada por Ziraldo há 50 anos, a Dona Clotildes, é especial. Além de força e coragem ilimitadas, sua vestimenta nas cores azul, amarela e vermelha – tons de sua capa – era a marca que comprovava fazer parte do seleto time de seres com feitos notáveis. Tudo em prol do filho, Carlinhos.

O ilustrador, que está com 86 anos, retratou com muito humor os apelos melodramáticos de The Supermãe, de 1968 a 1984, em tiras do Jornal do Brasil e nas páginas da revista Claudia. A personagem se tornou atemporal e eterna, tanto que acaba de ganhar edição comemorativa, o Almanaque 50 Anos – The Supermãe (Editora Moderna, R$ 102), onde são apresentados esboços, textos inéditos e curiosidades desta heroína.

Em suas 120 páginas estão registradas a criatividade e o estilo de um dos maiores desenhistas do País. “A mãe do Ziraldo (Zizinha) sempre foi protetora. Quando ele veio morar no Rio, sozinho, ela ficava muito preocupada, aquela coisa de mãe mineira. Então, a personagem é um pouco de todas as mães, a dele e a dos amigos. Quando estava mostrando o livro pronto para, ele lembrou: ‘Algumas dessas histórias foi minha mãe que me contou’”, relata um dos organizadores da publicação, Tarcísio Vidigal, que, junto com a sobrinha do cartunista, Adriana Lins, trabalhou um ano em cima do almanaque. “Ziraldo está vindo de um AVC (Acidente Vascular Cerebral, sofrido ano passado). Quando mostramos o almanaque para ele, ficamos quatro horas conversando, ficou muito emocionado. É uma personagem especial”, acrescenta Vidigal, que também é seu amigo pessoal.

A seleção de histórias de D. Clotildes e seu filho narra uma “saga materna ziraldiana”, e o próprio cartunista sempre se considera uma supermãe, que, assim como a personagem, acompanha em detalhes a vida dos filhos e que sempre quis saber onde eles estavam e a que horas voltariam. Por isso, houve quem dissesse até que ela seria seu alter ego.

Durante todo o tempo que trabalhou em cima dela, Ziraldo quase nunca repetiu histórias publicadas. O material é muito rico e, segundo Vidigal, tem fôlego para mais um almanaque. “E quando apareceu a nora, ganhou um respiro a mais, formou-se um triângulo amoroso (risos). É o clássico conflito entre sogra e nora, apesar que eu, se tivesse uma sogra como ela, iria adorar. E o mais interessante: toda mãe se identifica com as histórias, que são hilárias”, finaliza o organizador. Trata-se de uma publicação imperdível.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

The Supermãe comemora bodas de ouro

Coletânea comemorativa da personagem tem curiosidades, esboços e textos inéditos

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

19/06/2019 | 07:14


Toda mãe que se preze é dotada de superpoderes. Mas a criada por Ziraldo há 50 anos, a Dona Clotildes, é especial. Além de força e coragem ilimitadas, sua vestimenta nas cores azul, amarela e vermelha – tons de sua capa – era a marca que comprovava fazer parte do seleto time de seres com feitos notáveis. Tudo em prol do filho, Carlinhos.

O ilustrador, que está com 86 anos, retratou com muito humor os apelos melodramáticos de The Supermãe, de 1968 a 1984, em tiras do Jornal do Brasil e nas páginas da revista Claudia. A personagem se tornou atemporal e eterna, tanto que acaba de ganhar edição comemorativa, o Almanaque 50 Anos – The Supermãe (Editora Moderna, R$ 102), onde são apresentados esboços, textos inéditos e curiosidades desta heroína.

Em suas 120 páginas estão registradas a criatividade e o estilo de um dos maiores desenhistas do País. “A mãe do Ziraldo (Zizinha) sempre foi protetora. Quando ele veio morar no Rio, sozinho, ela ficava muito preocupada, aquela coisa de mãe mineira. Então, a personagem é um pouco de todas as mães, a dele e a dos amigos. Quando estava mostrando o livro pronto para, ele lembrou: ‘Algumas dessas histórias foi minha mãe que me contou’”, relata um dos organizadores da publicação, Tarcísio Vidigal, que, junto com a sobrinha do cartunista, Adriana Lins, trabalhou um ano em cima do almanaque. “Ziraldo está vindo de um AVC (Acidente Vascular Cerebral, sofrido ano passado). Quando mostramos o almanaque para ele, ficamos quatro horas conversando, ficou muito emocionado. É uma personagem especial”, acrescenta Vidigal, que também é seu amigo pessoal.

A seleção de histórias de D. Clotildes e seu filho narra uma “saga materna ziraldiana”, e o próprio cartunista sempre se considera uma supermãe, que, assim como a personagem, acompanha em detalhes a vida dos filhos e que sempre quis saber onde eles estavam e a que horas voltariam. Por isso, houve quem dissesse até que ela seria seu alter ego.

Durante todo o tempo que trabalhou em cima dela, Ziraldo quase nunca repetiu histórias publicadas. O material é muito rico e, segundo Vidigal, tem fôlego para mais um almanaque. “E quando apareceu a nora, ganhou um respiro a mais, formou-se um triângulo amoroso (risos). É o clássico conflito entre sogra e nora, apesar que eu, se tivesse uma sogra como ela, iria adorar. E o mais interessante: toda mãe se identifica com as histórias, que são hilárias”, finaliza o organizador. Trata-se de uma publicação imperdível.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;