Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano acolhe jovem da Fundação Casa no elenco sub-20

Divulgação/ AD São Caetano Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Garoto aguarda documentação para estrear; diretora sugere que clubes sigam exemplo


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

17/06/2019 | 07:00


Entre os jogadores do elenco sub-20 do São Caetano, um chama atenção. Não apenas pela habilidade com a bola, mas também pela vontade com que agarra a oportunidade de reconstruir a vida, mesmo com apenas 17 anos. O jovem em questão não pode ter o nome revelado, porque cumpriu medida socioeducativa na Fundação Casa, mas foi avaliado pela comissão técnica comandada por Fahel Júnior e aprovado. Espera apenas a documentação ficar pronta para estrear no Paulista da categoria.

O jovem foi apresentado ao Azulão pela própria Fundação Casa. O clube tinha histórico de ter acolhido o lateral-esquerdo César nos anos 2000, na reta final do cumprimento da pena de cinco anos e seis meses por participar de roubo de US$ 100 mil do Juventus, time pelo qual atuava. Segundo a diretora das categorias de base azulina, Mônica Ferreira, filha do presidente Nairo Ferreira de Souza, isso é algo natural no clube. “Como tive experiência com outros atletas, acho que este caso é mais um em que temos condições de ajudar. Acredito que a formação do homem está na Educação e no Esporte. Através do futebol se abrem muitas portas”, comentou a dirigente.

Inserido no elenco, o jovem conta com a assistência do departamento de base do clube e recebe apoios pedagógico e psicológico. “Acredito que quando a gente trabalha com categoria de base, envolvido com o jovem, é obrigação resgatá-lo e oferecer oportunidade. Quando falamos em base, primeiro trabalhamos com a formação do homem, do caráter”, comentou Mônica.

Com passagem por diversas equipes profissionais como Rio Claro, Santo André e XV de Piracicaba, Fahel Júnior disse que é a primeira vez que comanda jovem que frequentou a Fundação Casa, mas disse que isso é um mero detalhe e que no dia a dia nem se lembra do fato. “Em nenhum momento quando ele estava sendo avaliado vinha na minha cabeça que ele era da Fundação Casa. Foi avaliado como todos. O esporte é o melhor caminho para integração e socialização, ele está tendo chance que muitos não terão ou gostariam de ter. Espero que aproveite o que o esporte e a vida estão lhe dando novamente”, comentou o treinador, que praticamente assegurou o Azulão na segunda fase do Paulista Sub-20 com três rodadas de antecedência.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano acolhe jovem da Fundação Casa no elenco sub-20

Garoto aguarda documentação para estrear; diretora sugere que clubes sigam exemplo

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

17/06/2019 | 07:00


Entre os jogadores do elenco sub-20 do São Caetano, um chama atenção. Não apenas pela habilidade com a bola, mas também pela vontade com que agarra a oportunidade de reconstruir a vida, mesmo com apenas 17 anos. O jovem em questão não pode ter o nome revelado, porque cumpriu medida socioeducativa na Fundação Casa, mas foi avaliado pela comissão técnica comandada por Fahel Júnior e aprovado. Espera apenas a documentação ficar pronta para estrear no Paulista da categoria.

O jovem foi apresentado ao Azulão pela própria Fundação Casa. O clube tinha histórico de ter acolhido o lateral-esquerdo César nos anos 2000, na reta final do cumprimento da pena de cinco anos e seis meses por participar de roubo de US$ 100 mil do Juventus, time pelo qual atuava. Segundo a diretora das categorias de base azulina, Mônica Ferreira, filha do presidente Nairo Ferreira de Souza, isso é algo natural no clube. “Como tive experiência com outros atletas, acho que este caso é mais um em que temos condições de ajudar. Acredito que a formação do homem está na Educação e no Esporte. Através do futebol se abrem muitas portas”, comentou a dirigente.

Inserido no elenco, o jovem conta com a assistência do departamento de base do clube e recebe apoios pedagógico e psicológico. “Acredito que quando a gente trabalha com categoria de base, envolvido com o jovem, é obrigação resgatá-lo e oferecer oportunidade. Quando falamos em base, primeiro trabalhamos com a formação do homem, do caráter”, comentou Mônica.

Com passagem por diversas equipes profissionais como Rio Claro, Santo André e XV de Piracicaba, Fahel Júnior disse que é a primeira vez que comanda jovem que frequentou a Fundação Casa, mas disse que isso é um mero detalhe e que no dia a dia nem se lembra do fato. “Em nenhum momento quando ele estava sendo avaliado vinha na minha cabeça que ele era da Fundação Casa. Foi avaliado como todos. O esporte é o melhor caminho para integração e socialização, ele está tendo chance que muitos não terão ou gostariam de ter. Espero que aproveite o que o esporte e a vida estão lhe dando novamente”, comentou o treinador, que praticamente assegurou o Azulão na segunda fase do Paulista Sub-20 com três rodadas de antecedência.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;