Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Voluntários unem forças para reformar casa em Santo André

Avaliada em R$ 48 mil, melhoria será custeada a partir de doações e bazares beneficentes


Yasmin Assagra
do Diário do Grande ABC

16/06/2019 | 07:46


Impactar vidas brasileiras reformando moradias. É com esse propósito que voluntários da ONG Construide trabalham desde 2017, data da fundação da instituição. O projeto atual fica em Santo André e teve início ontem. O contemplado é Wilquias Brito, 22 anos, do Jardim Cipreste.

A melhoria da residência está avaliada em R$ 48 mil, sendo R$ 20 mil já fornecido pelo caixa da Construide (volume arrecadado durante todo ano) e os R$ 28 mil restantes serão pagos com doações. A expectativa é a de que os trabalhos durem três meses. “Estou muito ansioso. Acredito que essa reforma vai mudar completamente a nossa vida. Não só no aspecto físico, mas em relação à nossa confiança, vai nos dar mentalidade e novo olhar sobre a vida”, considera Wilquias, que vive com o pai e três irmãos.

Os custos das reformas são arcados com ajuda da tecnologia, as chamadas ‘vaquinhas virtuais’ e também a partir da realização de bazares com doações de parceiros. “Utilizamos as redes sociais para divulgar nossa próxima obra, assim, liberamos a vaquinha on-line para buscar fundos. Também recebemos doações e, com isso, conseguimos revender em bazares”, conta o fundador do projeto, o arquiteto Bruno Bordon, 26.

Ele revela que o embrião da Construide surgiu após viagem missionária realizada no Piauí, Nordeste do País, onde conheceu família de dez pessoas que dividia dois colchões em residência localizada em área sem saneamento básico. Após campanha na internet com a ajuda de amigos, foi possível arrecadar R$ 4.000 para auxiliar os moradores. Hoje, a ONG possui aproximadamente 1.000 voluntários.

Com o avanço do projeto, além de residências, igrejas e até mesmo escolas já receberam revitalização. “Nosso propósito cresceu. Além de não atendermos só moradias, estamos no Brasil todo. Por exemplo, agora, estamos reformando duas casas em Brumadinho, Minas Gerais”, conta Bruno. O município foi devastado após o rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em janeiro – pelo menos 240 pessoas morreram na tragédia ambiental.

A escolha dos locais que serão contemplados é feita a partir de visita de integrantes da ONG após a indicação de familiares ou amigos dos moradores. “Isso acontece de forma orgânica. Sempre alguém acaba enviando as histórias para nós por meio das redes sociais ou contato telefônico. Já chega bem filtrado”, pontua.

BAZAR
A Construide realizará, no próximo dia 29, bazar beneficente para arrecadação de fundos, na Rua Ingá, Vila Linda, em Santo André.

Participantes se dividem em times e realizam diversas tarefas na obra

Voluntária há cinco meses da ONG Construide, a assistente de marketing digital Camila Gonçalves, 23 anos, destaca que conhece o projeto desde sua fundação, no entanto, só conseguiu ter tempo de participar agora. “Nunca consegui conciliar minha agenda com os eventos, até que eles realizaram uma obra na casa de uma família que eu já acompanhava por meio de outro projeto social e, desde então, consigo frequentar mais”, conta.

Camila revela que a divisão de tarefas entre os participantes é feita por mutirões. “Os voluntários são separados em times e cada um participa de quatro mutirões. Sempre direcionados pelos arquitetos, engenheiros e pedreiros, responsáveis pela obra”, comenta. Ela pontua, ainda, que, geralmente, são as pessoas que se encaixam nas funções. “Sempre fazemos um pouco de cada coisa, desde retirar entulho, carregar tijolos, pintar e lixar. Mas sempre fico mais para o lado da decoração e pintura, onde me encaixo melhor”, finaliza.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Voluntários unem forças para reformar casa em Santo André

Avaliada em R$ 48 mil, melhoria será custeada a partir de doações e bazares beneficentes

Yasmin Assagra
do Diário do Grande ABC

16/06/2019 | 07:46


Impactar vidas brasileiras reformando moradias. É com esse propósito que voluntários da ONG Construide trabalham desde 2017, data da fundação da instituição. O projeto atual fica em Santo André e teve início ontem. O contemplado é Wilquias Brito, 22 anos, do Jardim Cipreste.

A melhoria da residência está avaliada em R$ 48 mil, sendo R$ 20 mil já fornecido pelo caixa da Construide (volume arrecadado durante todo ano) e os R$ 28 mil restantes serão pagos com doações. A expectativa é a de que os trabalhos durem três meses. “Estou muito ansioso. Acredito que essa reforma vai mudar completamente a nossa vida. Não só no aspecto físico, mas em relação à nossa confiança, vai nos dar mentalidade e novo olhar sobre a vida”, considera Wilquias, que vive com o pai e três irmãos.

Os custos das reformas são arcados com ajuda da tecnologia, as chamadas ‘vaquinhas virtuais’ e também a partir da realização de bazares com doações de parceiros. “Utilizamos as redes sociais para divulgar nossa próxima obra, assim, liberamos a vaquinha on-line para buscar fundos. Também recebemos doações e, com isso, conseguimos revender em bazares”, conta o fundador do projeto, o arquiteto Bruno Bordon, 26.

Ele revela que o embrião da Construide surgiu após viagem missionária realizada no Piauí, Nordeste do País, onde conheceu família de dez pessoas que dividia dois colchões em residência localizada em área sem saneamento básico. Após campanha na internet com a ajuda de amigos, foi possível arrecadar R$ 4.000 para auxiliar os moradores. Hoje, a ONG possui aproximadamente 1.000 voluntários.

Com o avanço do projeto, além de residências, igrejas e até mesmo escolas já receberam revitalização. “Nosso propósito cresceu. Além de não atendermos só moradias, estamos no Brasil todo. Por exemplo, agora, estamos reformando duas casas em Brumadinho, Minas Gerais”, conta Bruno. O município foi devastado após o rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em janeiro – pelo menos 240 pessoas morreram na tragédia ambiental.

A escolha dos locais que serão contemplados é feita a partir de visita de integrantes da ONG após a indicação de familiares ou amigos dos moradores. “Isso acontece de forma orgânica. Sempre alguém acaba enviando as histórias para nós por meio das redes sociais ou contato telefônico. Já chega bem filtrado”, pontua.

BAZAR
A Construide realizará, no próximo dia 29, bazar beneficente para arrecadação de fundos, na Rua Ingá, Vila Linda, em Santo André.

Participantes se dividem em times e realizam diversas tarefas na obra

Voluntária há cinco meses da ONG Construide, a assistente de marketing digital Camila Gonçalves, 23 anos, destaca que conhece o projeto desde sua fundação, no entanto, só conseguiu ter tempo de participar agora. “Nunca consegui conciliar minha agenda com os eventos, até que eles realizaram uma obra na casa de uma família que eu já acompanhava por meio de outro projeto social e, desde então, consigo frequentar mais”, conta.

Camila revela que a divisão de tarefas entre os participantes é feita por mutirões. “Os voluntários são separados em times e cada um participa de quatro mutirões. Sempre direcionados pelos arquitetos, engenheiros e pedreiros, responsáveis pela obra”, comenta. Ela pontua, ainda, que, geralmente, são as pessoas que se encaixam nas funções. “Sempre fazemos um pouco de cada coisa, desde retirar entulho, carregar tijolos, pintar e lixar. Mas sempre fico mais para o lado da decoração e pintura, onde me encaixo melhor”, finaliza.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;