Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Com alta de casos de feminicídio, Doria lança campanha de conscientização

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dados do governo paulista apontam que foram registrados 54 casos de feminicídio entre janeiro e abril, aumento de 54,2% em relação a 2018



14/06/2019 | 07:59


Após registrar aumento de casos de feminicídio em São Paulo, a gestão João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira, 13, uma campanha publicitária de conscientização da população e de combate à violência contra mulheres no Estado.

No evento realizado no Palácio dos Bandeirantes, zona sul paulistana, o governador também afirmou que só deve voltar a expandir as Delegacias de Defesa da Mulher 24 horas a partir de 2020, por falta de delegadas.

Dados do governo paulista apontam que foram registrados 54 casos de feminicídio entre janeiro e abril, aumento de 54,2% em relação a 2018, quando tinha ocorrido 35 casos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com alta de casos de feminicídio, Doria lança campanha de conscientização

Dados do governo paulista apontam que foram registrados 54 casos de feminicídio entre janeiro e abril, aumento de 54,2% em relação a 2018


14/06/2019 | 07:59


Após registrar aumento de casos de feminicídio em São Paulo, a gestão João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira, 13, uma campanha publicitária de conscientização da população e de combate à violência contra mulheres no Estado.

No evento realizado no Palácio dos Bandeirantes, zona sul paulistana, o governador também afirmou que só deve voltar a expandir as Delegacias de Defesa da Mulher 24 horas a partir de 2020, por falta de delegadas.

Dados do governo paulista apontam que foram registrados 54 casos de feminicídio entre janeiro e abril, aumento de 54,2% em relação a 2018, quando tinha ocorrido 35 casos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;