Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China tem amplas ferramentas para responder a pressões externas, diz vice-premiê



13/06/2019 | 08:08


O vice-primeiro-ministro da China Liu He disse hoje que Pequim dispõe de amplas ferramentas para responder a "pressões externas" que, segundo ele, estão ajudando a incentivar mais reformas e a maior abertura da economia do país.

Liu, que falou durante um fórum em Xangai e é o principal representante chinês no diálogo comercial com os Estados Unidos, não fez menção direta às negociações sino-americanas, que foram interrompidas semanas atrás. Ele preferiu apontar os pontos fortes da economia chinesa, incluindo seu crescimento cada vez mais atrelado à demanda doméstica.

Liu também citou o superávit no balanço de pagamentos do país, que vem caindo fortemente. "Precisamos observar o quadro mais abrangente, a tendência dominante", afirmou. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China tem amplas ferramentas para responder a pressões externas, diz vice-premiê


13/06/2019 | 08:08


O vice-primeiro-ministro da China Liu He disse hoje que Pequim dispõe de amplas ferramentas para responder a "pressões externas" que, segundo ele, estão ajudando a incentivar mais reformas e a maior abertura da economia do país.

Liu, que falou durante um fórum em Xangai e é o principal representante chinês no diálogo comercial com os Estados Unidos, não fez menção direta às negociações sino-americanas, que foram interrompidas semanas atrás. Ele preferiu apontar os pontos fortes da economia chinesa, incluindo seu crescimento cada vez mais atrelado à demanda doméstica.

Liu também citou o superávit no balanço de pagamentos do país, que vem caindo fortemente. "Precisamos observar o quadro mais abrangente, a tendência dominante", afirmou. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;