Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Febraban e CIP lançam rede compartilhada de dados



12/06/2019 | 14:45


A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) anunciaram nesta quarta-feira, 12, o lançamento da Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, a primeira rede blockchain para o setor.

A iniciativa, que recebeu investimentos de R$ 3 milhões da CIP, permite o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras protegendo dados de forma acessível, ágil e segura, desde o primeiro acesso.

A rede, informa a Febraban em nota, utiliza plataforma Hyperledger Fabric, da IBM, projeto colaborativo baseado em código aberto, e conta com a participação do Banrisul, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, JPMorgan, Original, Santander e Sicoob.

Conforme a instituição, o primeiro caso de uso da rede de blockchain é o device ID, que foi apresentado no Ciab do ano passado como um protótipo. O projeto foi coordenado pelo trabalho (GT) Blockchain Febraban, criado em 2016 para estudar a tecnologia.

De lá para cá, destaca a entidade, o protótipo foi refinado e validado pelos bancos que integram o GT Blockchain FEBRABAN. "As instituições financeiras também trabalharam para estabelecer a rede, cujas estruturas de governança, de instrumentos jurídicos e de segurança estão a cargo da CIP e da FEBRABAN", informa.

O device ID usa blockchain para compartilhar identificações de dispositivos móveis. A partir dessas identificações, as instituições financeiras poderão enriquecer seus sistemas antifraude para verificar se um dispositivo específico é confiável ao avaliar, por exemplo, se é um aparelho perdido, furtado ou roubado. "Assim evita-se que o cliente bancário seja alvo de fraudes", diz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Febraban e CIP lançam rede compartilhada de dados


12/06/2019 | 14:45


A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) anunciaram nesta quarta-feira, 12, o lançamento da Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, a primeira rede blockchain para o setor.

A iniciativa, que recebeu investimentos de R$ 3 milhões da CIP, permite o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras protegendo dados de forma acessível, ágil e segura, desde o primeiro acesso.

A rede, informa a Febraban em nota, utiliza plataforma Hyperledger Fabric, da IBM, projeto colaborativo baseado em código aberto, e conta com a participação do Banrisul, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, JPMorgan, Original, Santander e Sicoob.

Conforme a instituição, o primeiro caso de uso da rede de blockchain é o device ID, que foi apresentado no Ciab do ano passado como um protótipo. O projeto foi coordenado pelo trabalho (GT) Blockchain Febraban, criado em 2016 para estudar a tecnologia.

De lá para cá, destaca a entidade, o protótipo foi refinado e validado pelos bancos que integram o GT Blockchain FEBRABAN. "As instituições financeiras também trabalharam para estabelecer a rede, cujas estruturas de governança, de instrumentos jurídicos e de segurança estão a cargo da CIP e da FEBRABAN", informa.

O device ID usa blockchain para compartilhar identificações de dispositivos móveis. A partir dessas identificações, as instituições financeiras poderão enriquecer seus sistemas antifraude para verificar se um dispositivo específico é confiável ao avaliar, por exemplo, se é um aparelho perdido, furtado ou roubado. "Assim evita-se que o cliente bancário seja alvo de fraudes", diz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;