Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Recuperação de crédito sobe 4,7% em maio, mas cai em 12 meses, diz Boa Vista



12/06/2019 | 11:36


O indicador de recuperação de crédito registrou alta de 4,7% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, segundo a Boa Vista. Na comparação com o mesmo mês de 2018, porém, houve redução de 9,9%. No ano, o indicador também acumula queda de 7,1%, assim como em 12 meses (-1,2%).

O índice é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base de dados da Boa Vista.

Na margem, todas as regiões do País apresentaram avanço. A maior alta foi observada na região Sul (6,0%), seguido do Centro Oeste (5,6%) e do Sudeste (5,2%).

Depois aparecem o Nordeste (2,8%) e a região Norte (1,8%). Em 12 meses, por sua vez, os resultados são todos negativos: Centro Oeste (-2,3%), Sudeste (-1,4%), Norte (-1,2%), Nordeste (-0,9%) e Sul (-0,2%).

A Boa Vista ressalta, em nota, que a queda do indicador em 12 meses sinaliza dificuldade dos endividados de reequilibrarem a sua situação financeira. Já, no mês, a instituição avalia que o crescimento da recuperação de crédito pode ser reflexo dos juros baixos, que tendem a ajudar a renegociação de dívidas.

Contudo, a Boa Vista pondera que ainda há tendência de queda da recuperação de crédito. "Apesar da alta de maio, que, em si, é uma notícia positiva, é cedo para falar em mudança desta tendência, uma vez que não há qualquer indício de alteração consistente na situação do mercado de trabalho", diz, citando o elevado desemprego, a alta subutilização da mão de obra e o fraco crescimento da renda.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Recuperação de crédito sobe 4,7% em maio, mas cai em 12 meses, diz Boa Vista


12/06/2019 | 11:36


O indicador de recuperação de crédito registrou alta de 4,7% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, segundo a Boa Vista. Na comparação com o mesmo mês de 2018, porém, houve redução de 9,9%. No ano, o indicador também acumula queda de 7,1%, assim como em 12 meses (-1,2%).

O índice é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base de dados da Boa Vista.

Na margem, todas as regiões do País apresentaram avanço. A maior alta foi observada na região Sul (6,0%), seguido do Centro Oeste (5,6%) e do Sudeste (5,2%).

Depois aparecem o Nordeste (2,8%) e a região Norte (1,8%). Em 12 meses, por sua vez, os resultados são todos negativos: Centro Oeste (-2,3%), Sudeste (-1,4%), Norte (-1,2%), Nordeste (-0,9%) e Sul (-0,2%).

A Boa Vista ressalta, em nota, que a queda do indicador em 12 meses sinaliza dificuldade dos endividados de reequilibrarem a sua situação financeira. Já, no mês, a instituição avalia que o crescimento da recuperação de crédito pode ser reflexo dos juros baixos, que tendem a ajudar a renegociação de dívidas.

Contudo, a Boa Vista pondera que ainda há tendência de queda da recuperação de crédito. "Apesar da alta de maio, que, em si, é uma notícia positiva, é cedo para falar em mudança desta tendência, uma vez que não há qualquer indício de alteração consistente na situação do mercado de trabalho", diz, citando o elevado desemprego, a alta subutilização da mão de obra e o fraco crescimento da renda.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;