Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

IPCA tem o menor resultado desde 2006

Inflação oficial do País foi de 0,13% no último mês, chegando ao acumulado no ano de 2,22%


Do Diário do Grande ABC

08/06/2019 | 07:18


O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do País, variou em 0,13% em maio – o menor resultado para o mês desde 2006, quando o índice chegou a 0,10%. O índice ficou 0,44 ponto percentual abaixo da taxa de abril (0,57%).

A variação acumulada no ano foi de 2,22%, e o acumulado nos últimos 12 meses foi de 4,66%, abaixo dos 4,94% registrados no período anterior. Em maio de 2018, a taxa havia sido de 0,40%. Os dados foram divulgados ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O principal grupo que impactou no índice (-0,14 pontos percentuais) foi o de alimentação e bebidas, que teve redução de 0,56%. Além dele, mais três grupos apresentaram deflação: artigos de residência (-0,10%), educação (-0,04%) e comunicação (-0,03%).
A queda na alimentação aconteceu principalmente por conta do grupamento da alimentação no domicílio (-0,89%). O tomate, após apresentar alta de 28,64% em abril, caiu 15,08%. O feijão-carioca acentuou a queda em relação ao mês anterior (passou de -9,09% para -13,04%). As frutas (-2,87%) também recuaram mais intensamente do que em abril (-0,71%).

O principal motivo das reduções, que levaram à baixa inflação, está relacionado à desaceleração do crescimento do País, já que, com a demanda em queda, os preços tendem a recuar. Por outro lado, a habitação teve alta, de 0,98%, em maio (0,15 pontos percentuais), influenciado principalmente pela alta de 2,18% conta de luz.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

IPCA tem o menor resultado desde 2006

Inflação oficial do País foi de 0,13% no último mês, chegando ao acumulado no ano de 2,22%

Do Diário do Grande ABC

08/06/2019 | 07:18


O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do País, variou em 0,13% em maio – o menor resultado para o mês desde 2006, quando o índice chegou a 0,10%. O índice ficou 0,44 ponto percentual abaixo da taxa de abril (0,57%).

A variação acumulada no ano foi de 2,22%, e o acumulado nos últimos 12 meses foi de 4,66%, abaixo dos 4,94% registrados no período anterior. Em maio de 2018, a taxa havia sido de 0,40%. Os dados foram divulgados ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O principal grupo que impactou no índice (-0,14 pontos percentuais) foi o de alimentação e bebidas, que teve redução de 0,56%. Além dele, mais três grupos apresentaram deflação: artigos de residência (-0,10%), educação (-0,04%) e comunicação (-0,03%).
A queda na alimentação aconteceu principalmente por conta do grupamento da alimentação no domicílio (-0,89%). O tomate, após apresentar alta de 28,64% em abril, caiu 15,08%. O feijão-carioca acentuou a queda em relação ao mês anterior (passou de -9,09% para -13,04%). As frutas (-2,87%) também recuaram mais intensamente do que em abril (-0,71%).

O principal motivo das reduções, que levaram à baixa inflação, está relacionado à desaceleração do crescimento do País, já que, com a demanda em queda, os preços tendem a recuar. Por outro lado, a habitação teve alta, de 0,98%, em maio (0,15 pontos percentuais), influenciado principalmente pela alta de 2,18% conta de luz.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;