Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Gasolina está R$ 0,08 mais barata nos postos

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Apesar de redução do preço na bomba, etanol ainda é mais vantajoso nos postos do Grande ABC


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

08/06/2019 | 07:19


Com o anúncio da redução no valor dos combustíveis nas refinarias na semana passada, os consumidores da região já começam a sentir os reflexos nas bombas. Atualmente, os litros da gasolina e do diesel já custam R$ 0,08 menos do que na última semana, e podem ser encontrados, respectivamente, na média de R$ 4,22 e R$ 3,53.

A estimativa do valor aplicado pelos estabelecimentos é do Regran (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do ABCDMR), que afirmou que o combustível mais barato já está disponível em praticamente todos os postos da região. Os R$ 0,08 foram subtraídos da média de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) da última semana, que considera seis cidades – não há dados de Rio Grande da Serra – pelo Diário.

Segundo o presidente do Regran, Wagner de Souza, o preço chegou nas distribuidoras com o valor menor e foi integralmente repassado pelos comerciantes. “Nós repassamos tudo porque estamos vivendo uma crise absurda. O mercado está extremamente competitivo e os donos estão buscando soluções para isso. E, hoje, o que mais o consumidor procura é o menor preço”, afirmou.
A redução dos combustíveis foi anunciada pela Petrobras no último fim de semana – 6% a menos no diesel, vendido nas refinarias a R$ 2,16 e 7,16% na gasolina, com valor de R$ 1,81.

Anteriormente, a gasolina já tinha passado por redução, de 4,4%, anunciada em 25 de maio. Já o diesel não sofria alterações desde o início do mês anterior.

De acordo com a Petrobras, o valor final da gasolina pago pelo consumidor é composto por quatro fatores: preços do produtor ou importador de gasolina A (31% do valor), carga tributária (44%, contendo impostos estaduais e federais) custo do etanol obrigatório (12%) e margens da distribuição e revenda (13%).

O sindicalista orienta que os consumidores fiquem atentos às promoções realizadas pelos estabelecimentos comerciais. “O que tem que ser alertado é que há muita propaganda enganosa. Alguns estabelecimentos colocam que têm redução de preços em faixas, mas, no lugar da gasolina, põem o preço do diesel. Ou eles anunciam um valor menor, porém, quando o consumidor abastece, é informado de que isso vale para quem tem determinado cartão. O ideal é que o motorista olhe os preços na bomba, caso haja algum desacordo ele pode fazer a reclamação com o gerente do posto e até mesmo ligar para o Procon. Para isso, o importante é sempre guardar a nota fiscal”, destacou de Souza.

ETANOL - Na semana passada, a média da gasolina nos postos da região era de R$ 4,30, no Grande ABC. Já o diesel custava R$ 3,61 e, o etanol, R$ 2,74 (veja mais na arte acima</CF>).
No Grande ABC, ainda vale a pena abastecer com álcool, apesar da redução da gasolina. Para saber qual é a melhor opção para economizar, o consumidor deve multiplicar o preço da gasolina por 70%.

Por exemplo, já com o desconto aplicado, ela sai por R$ 4,22 o litro, ou seja, o resultado (multiplicado por 0,7) é R$ 2,954. Portanto, se o álcool custa até este valor, ainda é mais vantajoso abastecer com o combustível limpo.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gasolina está R$ 0,08 mais barata nos postos

Apesar de redução do preço na bomba, etanol ainda é mais vantajoso nos postos do Grande ABC

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

08/06/2019 | 07:19


Com o anúncio da redução no valor dos combustíveis nas refinarias na semana passada, os consumidores da região já começam a sentir os reflexos nas bombas. Atualmente, os litros da gasolina e do diesel já custam R$ 0,08 menos do que na última semana, e podem ser encontrados, respectivamente, na média de R$ 4,22 e R$ 3,53.

A estimativa do valor aplicado pelos estabelecimentos é do Regran (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do ABCDMR), que afirmou que o combustível mais barato já está disponível em praticamente todos os postos da região. Os R$ 0,08 foram subtraídos da média de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) da última semana, que considera seis cidades – não há dados de Rio Grande da Serra – pelo Diário.

Segundo o presidente do Regran, Wagner de Souza, o preço chegou nas distribuidoras com o valor menor e foi integralmente repassado pelos comerciantes. “Nós repassamos tudo porque estamos vivendo uma crise absurda. O mercado está extremamente competitivo e os donos estão buscando soluções para isso. E, hoje, o que mais o consumidor procura é o menor preço”, afirmou.
A redução dos combustíveis foi anunciada pela Petrobras no último fim de semana – 6% a menos no diesel, vendido nas refinarias a R$ 2,16 e 7,16% na gasolina, com valor de R$ 1,81.

Anteriormente, a gasolina já tinha passado por redução, de 4,4%, anunciada em 25 de maio. Já o diesel não sofria alterações desde o início do mês anterior.

De acordo com a Petrobras, o valor final da gasolina pago pelo consumidor é composto por quatro fatores: preços do produtor ou importador de gasolina A (31% do valor), carga tributária (44%, contendo impostos estaduais e federais) custo do etanol obrigatório (12%) e margens da distribuição e revenda (13%).

O sindicalista orienta que os consumidores fiquem atentos às promoções realizadas pelos estabelecimentos comerciais. “O que tem que ser alertado é que há muita propaganda enganosa. Alguns estabelecimentos colocam que têm redução de preços em faixas, mas, no lugar da gasolina, põem o preço do diesel. Ou eles anunciam um valor menor, porém, quando o consumidor abastece, é informado de que isso vale para quem tem determinado cartão. O ideal é que o motorista olhe os preços na bomba, caso haja algum desacordo ele pode fazer a reclamação com o gerente do posto e até mesmo ligar para o Procon. Para isso, o importante é sempre guardar a nota fiscal”, destacou de Souza.

ETANOL - Na semana passada, a média da gasolina nos postos da região era de R$ 4,30, no Grande ABC. Já o diesel custava R$ 3,61 e, o etanol, R$ 2,74 (veja mais na arte acima</CF>).
No Grande ABC, ainda vale a pena abastecer com álcool, apesar da redução da gasolina. Para saber qual é a melhor opção para economizar, o consumidor deve multiplicar o preço da gasolina por 70%.

Por exemplo, já com o desconto aplicado, ela sai por R$ 4,22 o litro, ou seja, o resultado (multiplicado por 0,7) é R$ 2,954. Portanto, se o álcool custa até este valor, ainda é mais vantajoso abastecer com o combustível limpo.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;