Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mourão: Guedes fez peregrinação no STF por venda de subsidiárias sem aval



06/06/2019 | 19:43


O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma "peregrinação" nos gabinetes dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para defender posição favorável à venda de subsidiárias de estatais sem autorização do Legislativo. "O ministro Paulo Guedes fez uma peregrinação nos gabinetes do STF mostrando a nossa posição", contou Mourão a jornalistas durante o julgamento do STF que analisa a questão.

Antes de saber que o Supremo formou maioria para permitir que subsidiárias de estatais sejam vendidas sem aval do Congresso, Mourão afirmou que esperava justamente esse resultado para evitar "insegurança jurídica". Ele citou como exemplo a suspensão da venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da Petrobras, no último dia 24, pelo ministro Edson Fachin.

"Eu espero que o STF vote aí pela autorização para que as empresas possam vender a sua subsidiária, que é o caso específico que está rolando que é o da TAG né? Já era algo que estava acordado, estava tudo pronto e teve que voltar atrás. Isso gera uma insegurança jurídica e não é bom para este processo de privatização e também da gente atrair investidores nacionais e estrangeiros para trazer recursos para o País", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mourão: Guedes fez peregrinação no STF por venda de subsidiárias sem aval


06/06/2019 | 19:43


O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma "peregrinação" nos gabinetes dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para defender posição favorável à venda de subsidiárias de estatais sem autorização do Legislativo. "O ministro Paulo Guedes fez uma peregrinação nos gabinetes do STF mostrando a nossa posição", contou Mourão a jornalistas durante o julgamento do STF que analisa a questão.

Antes de saber que o Supremo formou maioria para permitir que subsidiárias de estatais sejam vendidas sem aval do Congresso, Mourão afirmou que esperava justamente esse resultado para evitar "insegurança jurídica". Ele citou como exemplo a suspensão da venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da Petrobras, no último dia 24, pelo ministro Edson Fachin.

"Eu espero que o STF vote aí pela autorização para que as empresas possam vender a sua subsidiária, que é o caso específico que está rolando que é o da TAG né? Já era algo que estava acordado, estava tudo pronto e teve que voltar atrás. Isso gera uma insegurança jurídica e não é bom para este processo de privatização e também da gente atrair investidores nacionais e estrangeiros para trazer recursos para o País", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;