Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Madonna perde ação judicial e poderá ter carta do ex-namorado Tupac e calcinhas de cetim leiloadas



05/06/2019 | 13:11


Madonna perdeu uma batalha judicial na última terça-feira, dia 4, para impedir um leilão de uma coleção de pertences íntimos, como um par de calcinhas de cetim, uma escova com fios de seu cabelo e uma carta de separação do ex-namorado, o saudoso rapper Tupac Shakur. A informação foi dada pelo site norte-americano TMZ, que teve acesso a alguns documentos do processo.

De acordo com decisão de um tribunal de apelações do estado de Nova York, em Manhattan, nos Estados Unidos, ela não pode mais reivindicar os itens de sua ex-amiga Darlene Lutz, que chegou a trabalhar com a artista e hoje detém tais objetos. Segundo a publicação, a cantora não poderia impedir que suas coisas fossem leiloadas no GottaHaveRockandRoll.com, site utilizado por Lutz.

A decisão do tribunal foi embasada também por um acordo firmado entre Madonna e Darlene, em 2004. Este acerto dava liberdade para a moça fazer o que quisesse com os itens, pois eles seriam de sua propriedade. E assim, as alegações da musa estariam bloqueadas pelo aspecto amplo do combinado.

O TMZ ainda obteve a carta enviada pelo rapper, na qual ele pede desculpas, mas tem de terminar o relacionamento com a diva pela diferença étnica.

Você ser vista com um homem negro não comprometeria sua carreira. [?] Mas para mim, ao menos na minha percepção prévia, senti que por conta da minha imagem, estaria decepcionando metade das pessoas que me fizeram o que eu pensei que eu fosse, escreveu o astro, morto em 1996.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Madonna perde ação judicial e poderá ter carta do ex-namorado Tupac e calcinhas de cetim leiloadas


05/06/2019 | 13:11


Madonna perdeu uma batalha judicial na última terça-feira, dia 4, para impedir um leilão de uma coleção de pertences íntimos, como um par de calcinhas de cetim, uma escova com fios de seu cabelo e uma carta de separação do ex-namorado, o saudoso rapper Tupac Shakur. A informação foi dada pelo site norte-americano TMZ, que teve acesso a alguns documentos do processo.

De acordo com decisão de um tribunal de apelações do estado de Nova York, em Manhattan, nos Estados Unidos, ela não pode mais reivindicar os itens de sua ex-amiga Darlene Lutz, que chegou a trabalhar com a artista e hoje detém tais objetos. Segundo a publicação, a cantora não poderia impedir que suas coisas fossem leiloadas no GottaHaveRockandRoll.com, site utilizado por Lutz.

A decisão do tribunal foi embasada também por um acordo firmado entre Madonna e Darlene, em 2004. Este acerto dava liberdade para a moça fazer o que quisesse com os itens, pois eles seriam de sua propriedade. E assim, as alegações da musa estariam bloqueadas pelo aspecto amplo do combinado.

O TMZ ainda obteve a carta enviada pelo rapper, na qual ele pede desculpas, mas tem de terminar o relacionamento com a diva pela diferença étnica.

Você ser vista com um homem negro não comprometeria sua carreira. [?] Mas para mim, ao menos na minha percepção prévia, senti que por conta da minha imagem, estaria decepcionando metade das pessoas que me fizeram o que eu pensei que eu fosse, escreveu o astro, morto em 1996.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;