Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Farmácia de alto custo de Sto.André fica pronta em 45 dias, diz secretário

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Unidade será a segunda para retirada de medicamentos caros no município


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

29/05/2019 | 07:00


 A segunda unidade de farmácia de alto custo em Santo André será instalada no Poupatempo da cidade, localizado dentro do Atrium Shopping, no bairro Homero Thon. A estimativa do secretário de Saúde do município, Márcio Chaves, é a de que o espaço onde será feita a distribuição de medicamentos esteja pronto em até 45 dias.

Os detalhes para a concretização do projeto foram discutidos em reunião realizada na manhã de ontem entre o secretário de Saúde andreense e representantes da Secretaria Estadual da Saúde. Segundo Márcio, a ideia é concretizar a ação em até 45 dias. “Foi o primeiro passo para este grande projeto. Vamos acelerar para finalizar o quanto antes”, pontua. Novo encontro sobre o tema será agendado em data oportuna.

O processo de descentralização do serviço estadual, que até então funcionava apenas no Hospital Estadual Mário Covas, é discutido há pelo menos oito anos no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. A reivindicação se dá pela dificuldade de pacientes em retirar medicamentos na unidade hospitalar, com fila de espera que chega a até três horas.

O principal avanço na discussão se deu neste ano, com a inauguração do primeiro posto descentralizado de distribuição de remédios de alto custo, no Poupatempo de São Bernardo (Rua Nicolau Filizola, 100, Centro), em 20 de maio. A estimativa é que 12 mil moradores da cidade sejam beneficiados – local funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e, aos sábados, das 7h às 13h.

A partir disso, ficou definido pelo governo estadual que os próximos municípios contemplados serão Santo André e São Caetano. Neste caso, a primeira cidade contemplará, ainda, munícipes de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

ATENDE FÁCIL

Em São Caetano o projeto também está avançado. A unidade funcionará no segundo andar do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro). A previsão é a de que a farmácia de alto custo comece a funcionar até o fim do mês de julho – ficará aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e, aos sábados, das 8h às 12h. Atualmente, 4.000 pacientes da cidade têm de se deslocar até o Hospital Estadual Mário Covas – a Prefeitura disponibiliza transporte gratuito por meio do Circular Saúde.

“A farmácia de alto custo chegará já com horário estendido, além da possibilidade de atendimento com hora marcada e de entrega domiciliar para pacientes acamados ou com dificuldades de locomoção”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone, projetando aumento da demanda em virtude da maior proximidade e facilidade.

Os medicamentos de alto custo fornecidos pelo Estado atendem situações clínicas, como Alzheimer, Parkinson, endometriose, epilepsia, esclerose múltipla, esquizofrenia, transtorno bipolar e hepatite.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Farmácia de alto custo de Sto.André fica pronta em 45 dias, diz secretário

Unidade será a segunda para retirada de medicamentos caros no município

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

29/05/2019 | 07:00


 A segunda unidade de farmácia de alto custo em Santo André será instalada no Poupatempo da cidade, localizado dentro do Atrium Shopping, no bairro Homero Thon. A estimativa do secretário de Saúde do município, Márcio Chaves, é a de que o espaço onde será feita a distribuição de medicamentos esteja pronto em até 45 dias.

Os detalhes para a concretização do projeto foram discutidos em reunião realizada na manhã de ontem entre o secretário de Saúde andreense e representantes da Secretaria Estadual da Saúde. Segundo Márcio, a ideia é concretizar a ação em até 45 dias. “Foi o primeiro passo para este grande projeto. Vamos acelerar para finalizar o quanto antes”, pontua. Novo encontro sobre o tema será agendado em data oportuna.

O processo de descentralização do serviço estadual, que até então funcionava apenas no Hospital Estadual Mário Covas, é discutido há pelo menos oito anos no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. A reivindicação se dá pela dificuldade de pacientes em retirar medicamentos na unidade hospitalar, com fila de espera que chega a até três horas.

O principal avanço na discussão se deu neste ano, com a inauguração do primeiro posto descentralizado de distribuição de remédios de alto custo, no Poupatempo de São Bernardo (Rua Nicolau Filizola, 100, Centro), em 20 de maio. A estimativa é que 12 mil moradores da cidade sejam beneficiados – local funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e, aos sábados, das 7h às 13h.

A partir disso, ficou definido pelo governo estadual que os próximos municípios contemplados serão Santo André e São Caetano. Neste caso, a primeira cidade contemplará, ainda, munícipes de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

ATENDE FÁCIL

Em São Caetano o projeto também está avançado. A unidade funcionará no segundo andar do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro). A previsão é a de que a farmácia de alto custo comece a funcionar até o fim do mês de julho – ficará aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e, aos sábados, das 8h às 12h. Atualmente, 4.000 pacientes da cidade têm de se deslocar até o Hospital Estadual Mário Covas – a Prefeitura disponibiliza transporte gratuito por meio do Circular Saúde.

“A farmácia de alto custo chegará já com horário estendido, além da possibilidade de atendimento com hora marcada e de entrega domiciliar para pacientes acamados ou com dificuldades de locomoção”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone, projetando aumento da demanda em virtude da maior proximidade e facilidade.

Os medicamentos de alto custo fornecidos pelo Estado atendem situações clínicas, como Alzheimer, Parkinson, endometriose, epilepsia, esclerose múltipla, esquizofrenia, transtorno bipolar e hepatite.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;